Relacionamento: Procure o Amor e não o Príncipe Encantado

O sonho de muitas mulheres parece ser encontrar um relacionamento digno de contos de fada: um homem romântico e sem defeitos que alardeiam um…

O sonho de muitas mulheres parece ser encontrar um relacionamento digno de contos de fada: um homem romântico e sem defeitos que alardeiam um amor que supera tudo, além do belo e clássico desfecho de “felizes para sempre”. Ou seja, um legítimo príncipe encantado.

Não há nada se mal em sonhar, ou se divertir com as histórias infantis ou com as comédias românticas de Hollywood. O problema é quando essa ideia de relacionamento quer extrapolar os limites da ficção e permear a realidade, tornando aquilo que era para ser uma busca saudável por alguém se transforme em um ciclo de frustrações.

Não existe o homem perfeito

Todas as pessoas do mundo têm qualidades e defeitos. Isso é inevitável.  Nenhum homem da vida real conseguirá chegar aos pés de um galã médio de um filme, quanto mais de um príncipe encantado. A constatação disso pode ser frustrante para quem tem esse tipo de sonho porém esta é a verdade. Claro, existem os homens que se esforçam para cuidar da aparência, serem gentis e demonstrarem afeto – esqueça os projetos financeiros polpudos para o futuro – porém isso não exclui as pequenas falhas que todo mundo tem. É possível sim, suplantar os defeitos a ponto de não serem tão perceptíveis ou não incomodarem tanto, porém não o protótipo do super-herói ou deste príncipe.

Não existe relacionamento perfeito:


Em um relacionamento não existem apenas os problemas que são causados por um vilão ou uma vilã. Isso pode ser recorrente em novelas ou filmes, porém na vida real os obstáculos geralmente são causados por aqueles que vivenciam o relacionamento: os próprios parceiros. É justamente neste momento onde é preciso mais paciência, afinal aqueles defeitinhos solenemente ignorados nos tempos de namoro podem tornar-se insuportáveis quando o casal está em outro patamar.

Continuar Lendo  Como fazer palestras divertidas: Guia Completo de Palestras

A vida a dois não é um mar de rosas e é para isso que você deve ter em mente para não superestimar as rusgas.  Relação tem de ser discutida, os problemas tem de ser resolvidos e não empurrados para baixo do tapete em nome de uma aparência ou de uma fantasia, como se a realização disso fosse o sucesso. Pelo contrario: a longo prazo, isso só pode causar danos crescentes e cada vez mais difíceis de lidar.

Tenha expectativas realistas:

Sendo realista, sem esperar a perfeição absoluta é bem mais fácil ter um relacionamento bem sucedido. Aceitar que a vida em comum apresenta desafios maiores que a vilã gostosona ou a bruxa má fortalece a ambos para o desafio e reforça a união. Crises existem em qualquer tempo, porém embora signifique problemas a sua superação significa solidez: representa algo muito melhor do que o sonho de uma falsa perfeição caso seu parceiro valha realmente a pena.

O “felizes para sempre”, como se tudo fosse um belo oásis não existe. Pode não ser muito romântico, mas ao invés de procurar o parceiro ideal, ou o príncipe encantado, procure a pessoa certa. Parece não fazer muita diferença, mas é uma atitude que significa bem mais do que a troca de termos. Pode ser a diferença entre bons tempos de felicidade real e frustração de uma fantasia mal realizada.

Top