O Rei do camarote existe ou é uma farsa?

O empresário Alexander de Almeida conquistou o título de “rei do camarote” depois que divulgou o quanto gasta nas noitadas. As casas noturnas paulistanas recebem cerce de R$ 50 mil por noite de diversão de Alexandre e seus amigos. Alexandre virou nome recorrente nas redes sociais e passou a fazer parte de postagens no Facebook e Twitter de brasileiros.

O Rei do Camarote em uma das noitadas (Foto: Divulgação)

Rei do camarote virou tema de redes sociais de marcas famosas

O título de “rei do camarote” foi atribuído a Alexander de Almeida depois que o empresário revelou quais são os mandamentos para “agregar” valor à si mesmo nas baladas, conquistando status e benefícios. Almeida virou tema de conversas e posts nas redes sociais, inclusive, de grandes marcas, que estão aproveitando a situação para ganhar novos clientes.  Muitos acreditam que o vídeo não passou de uma estratégia de marketing e não de algo sério, que devesse ser seguido mesmo para se dar bem na noite paulistana. O reforço desse possível golpe de marketing são as citações por grandes empresas sobre o rei do camarote.

Fora isso, alguns duvidam um empresário, com tantos clientes famosos, iria realmente se expor e gravar um vídeo dizendo o que deve ser feito para se tornar um rei na noite paulistana. Também é complicado acreditar que uma pessoa gaste cerca de R$ 50 mil em uma noite, ostente tanto a ponto de andar em carros importados sem medo da violência da capital de São Paulo, além disso, acreditam que a presença do humorista do Pânico na Band no vídeo mostre que tudo foi uma armação para garantir audiência ao humorístico. Talvez seja mais simples acreditar que tudo não passa de uma estratégia de marketing, uma armação midiática do que imaginar que Alexander de Almeida não mediu seus atos e realmente achou que poderia ensinar como as pessoas podem ser famosos na noite.

Tanta exposição rendeu a Alexander problemas que vão muito além do Instagram, que o empresário eliminou depois de ter mais seguidores do que gostaria, fora o assédio sofrido após a publicação do vídeo. O rei do camarote afirmou ainda que teme sequestro e a fiscalização do Imposto de Renda. Ele inclusive comprou um carro blindado.

Pontofrio, Netflix, Itaú, Walmart, Nokia e Saraiva foram só alguns das empresas que aproveitaram o momento bom na mídia do “rei do camarote”. Veja a seguir algumas imagens do Facebook dessas redes falando sobre o “rei do camarote”:

Como o “rei do camarote” virou meme?

Tudo começou depois que o “rei do camarote” foi entrevistado pela reportagem de capa da última edição da revista Veja São Paulo. A matéria a intitulou como o “rei do camarote”, o paulistano, conhecido também pela sua dancinha peculiar, roupas de grife e uma Ferrari. Alexander de Almeida protagonizou um vídeo no qual ele sugere como ser popular na balada. Assista o vídeo:

O vídeo, intitulado “Os 10 mandamentos do Rei do Camarote”, se espalhou pela internet rapidamente. As declarações do paulistano badalado acabaram inspirando a criação de páginas nas redes sociais e frases aproveitando a fama do empresário. Os deboches foram muitos e acabou sobrando para o comediante Eduardo Sterblitch, que aparece com um dos amigos do empresário que não economiza na noite paulistana.

Vídeo o Babaca do Camarote

Um das piadas mais vistas sobre o caso foi feita em forma vídeo, chamado de ‘O Babaca do Camarote’, confira:

 

 

 

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply