Regras Prouni 2013 segundo semestre

As inscrições para o Prouni 2013 (Programa Universidade para Todos) começam nesta sexta-feira (21 de junho). O prazo será encerrado às 23h59 do dia…

Por Élida Santos em 20/06/2013

As inscrições para o Prouni 2013 (Programa Universidade para Todos) começam nesta sexta-feira (21 de junho). O prazo será encerrado às 23h59 do dia 25 de junho, e o resultado da primeira chamada do Prouni será divulgado no dia 28 de junho. As regras do Programa Universidade para Todos 2013 foram publicadas no Diário Oficial da União na última terça-feira (18 de junho).

As regras do Prouni 2013 foram divulgadas (Foto: Divulgação)

Bolsa de estudo Prouni 2013

Nesta edição, o Programa Universidade para Todos oferecerá 90.010 bolsas, sendo 55.658 integrais e 34.352 bolsas parciais (50% da mensalidade), de acordo com informações parciais do Ministério da Educação.

Calendário de comprovação de dados Prouni 2013

Os convocados na primeira chamada do Prouni 2013terão que comprovar as informações nas universidades entre os dias 28 de junho e 5 de julho. O resultado da segunda chamada do Programa sai em 13 de julho, e a comprovação de dados deve ser feita entre 15 e 19 de julho.

O Prouni seleciona estudantes nesse segundo semestre de 2013 (Foto: Divulgação)

Regras para se inscrever no Prouni 2013

Poderá se inscrever no processo seletivo do Prouni 2013 a pessoa que tiver como nacionalidade ‘brasileiro’ que não possui diploma de curso superior, que tenha realizado no mínimo 450 pontos na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não tenha zerado a redação. Também é necessário ter cursado o ensino médio na rede pública de ensino, ou na particular na condição de bolsista (100%).

Para concorrer às bolsas integrais de estudo em universidades por meio do Prouni, o candidato não pode ter renda familiar bruta mensal per capita que seja maior que o valor de 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, o valor é de três salários mínimos. É de responsabilidade das universidades checar se as informações fornecidas pelos candidatos são verdadeiras e em caso de comprovação de fraude a pessoa perde a chance de cursar o ensino superior com bolsa de estudo. Anualmente todos os dados devem ser comprovados novamente na renovação de matrícula.

Top