Radiação UVA e UVB

  Os raios UV, ao atingir nossa pele, penetram profundamente, desencadeando reações imediatas como as queimaduras solares. Provocam – também – reações tardias, devido…

 

Proteja-se dos raios UVA e UVB

Os raios UV, ao atingir nossa pele, penetram profundamente, desencadeando reações imediatas como as queimaduras solares.

Provocam – também – reações tardias, devido ao efeito cumulativo da radiação durante a vida, causando o envelhecimento cutâneo e as alterações celulares que, através de mutações genéticas, predispõem ao aparecimento do câncer de pele.

Os tipos de radiação solar:

Radiação UVA:

A radiação UVA é constante durante o ano e penetra profundamente na pele, sendo a grande causadora do fotoenvelhecimento. Esse tipo de radiação não contribui para o câncer da pele.

Radiação UVB:

Sua incidência aumenta muito durante o verão, especialmente nos horários entre às 10 da manhã e 3 da tarde. Os raios UVB penetram superficialmente, podendo causar até queimaduras solares. É a principalmente fonte de alterações celulares que causam a predisposição ao câncer da pele.

Os raios UVB são responsáveis por queimaduras na pele, ou seja, aqueles “famosas” manchas vermelhas e ardidas.

Já os raios UVA não provocam essa reação, porém são capazes de penetrar em camadas um pouco mais profundas. A exposição excessiva desses raios ao longo do tempo, danifica a própria pele.

Como nos proteger?

Nunca se exponha ao sol sem proteção

 

Para nos protegermos dos efeitos nocivos dos raios, devemos tomar certos cuidados. O primeiro, sem dúvida, é evitar de se expor ao sol no horário das 10 da manhã às 3 da tarde, pois neste período o sol está mais forte. Além disso, quando estiver praticando atividades físicas ao ar livre, devemos nos proteger, usando chapéus, óculos de sol e principalmente usar o protetor solar.

O protetor solar:

O protetor solar atua como uma barreira química que absorve os raios UV, impedindo que eles danifiquem a pele. Os mesmo formam uma camada opaca sobre o corpo, atuando também como uma barreira física, refletindo assim, a luz solar.

Leia Também:  Tratamento Estético para Estrias

Importante:

Ao comprar um protetor solar, certifique se o produto ofereça proteção contra os raios UVA, bem como contra os raios UVB, além de escolher um FPS adequado ao nosso tipo de pele.

Fator de Proteção Solar:

O fato de proteção solar, ou FPS, indica o grau de proteção contra os raios UVB. O número do FPS indica o tempo que você pode ficar exposto ao sol antes mesmo de se queimar. Ou seja, se uma pessoa costuma ficar vermelha depois de dez minutos de exposição, com um protetor de FPS 8, a mesma começará a se queimar após 80 minutos.

Fotoenvelhecimento:

No decorrer dos anos, a pele, assim como os demais órgãos do corpo, sofre – e muito – alterações. Essa alterações – que inclui o próprio envelhecimento – levam à perda de elasticidade e luminosidade, causando o surgimento de rugas e flacidez.

A pele fotoenvelhecida apresenta – também – grande perda da elasticidade, rugas, manchas escuras ou claras, além é claro, de alterações da superfície, podendo tornar-se ásperas e descamativa. A pele já envelhecida em decorrência da deterioração natural do organismo, tem uma aparência mais fina, flácida – como citado –  e  apresenta grande perda da luminosidade.

Importante:

Chapéis além de deixar charmoso o visual, ajuda na proteção

 

Não é só da radiação que causa o fotoenvelhecimento. Fatores extremos de estresse e fumo pode contribuir para o fotoenvelhecimento.

Prevenção e Tratamento:

A melhor forma de prevenção é, de novo, usar o protetor solar. Quando mais cedo a pessoa se cuida, melhor. Quem já chegou a casa dos 30 deve começar imediatamente, pois é nessa fase que o desempenho biológico começa a declinar.

Os tratamentos estéticos vêm se modernizando e por isso opções é que não faltam quando o assunto são os cuidados de prevenção aos males das doenças de pele. Portanto, cuide-se!

Leia Também:  Maquiagem grega passo a passo

Top