Quanto custa para anunciar na Rede TV!

A Rede TV!, emissora sediada em Osasco (SP), é a mais nova rede de televisão aberta, considerando os cinco principais canais do Brasil. Mas,…

Por Élida Santos em 25/01/2012

A emissora cobra preços similares ao SBT por anúncios (Foto: DIvulgação)

A Rede TV!, emissora sediada em Osasco (SP), é a mais nova rede de televisão aberta, considerando os cinco principais canais do Brasil. Mas, a audiência da rede é uma das mais baixas comparada com a Globo, Record, SBT e Band. A média de 2011 foi de 1,4 pontos no Ibope. Os preços dos anúncios do canal, porém, são semelhantes aos do SBT, que ocupa o terceiro lugar na audiência. 
Um anúncio no Pânico na TV, por exemplo, pode custar R$ 179.600 mil. A atração é o carro-chefe da emissora, em termos de audiência, já que consegue alavancar o Ibope para até 8 pontos em suas exibições domingueiras. A empresa não ganha apenas com os anúncios publicitários nos intervalos dos programas, mas também com o uso do merchandising, uma famosa estratégia de marketing. Segundo dados do site Controle da Concorrência, a Rede TV! é a emissora que mais se utiliza do merchandising testemunhal, ou seja, os próprios apresentadores ou clientes ofertam o produto no decurso da atração.

O humorístico Pânico na TV é a atração com maior faturamento da emissora (Foto: Divulgação)

Os preços das propagandas convencionais variam. No Jornal RedeTV! News, conduzido atualmente pelos jornalistas Augusto Xavier e Amanda Klein, proclames de 30 segundos custam R$ 98.100 mil. Para divulgar sua marca nos intervalos do Superpop, comandado por Luciana Gimenez, os anunciantes desembolsam R$ 91.800 mil. 

Quem busca economia, pode optar pelo programa Manhã Maior, apresentado por Daniela Albuquerque – esposa do dono da casa, Amilcare Dallevo Júnior – e Regina Volpato. O valor é R$ 20.400 mil. Outra opção é o RedeTV Esporte, exibido às 18 horas. Anunciar no comercial do programa esportivo sai por R$ 19.400 mil.

A emissora não divulga seu faturamento, mas no ano passado ficaram visíveis problemas com o cumprimento de obrigações trabalhistas. A empresa ficou afamada por atrasar salários de funcionários, que ficaram até 60 dias sem receber. O fato gerou desconforto entre os trabalhadores e levou a demissão da jornalista Rita Lisauskas, na época âncora do RedeTV! News, por ter reclamado da situação no Facebook.

Top