Quando é a hora de ter o segundo filho

A família ideal como as mostradas em comerciais de margarina tem 4 pessoas: a mamãe, o papai e os dois filhinhos. No entanto, está…

Por Editorial MDT em 30/12/2011

A família considerada ideal é constituída pelos pais e dois filhos. (Foto: Divulgação)

A família ideal como as mostradas em comerciais de margarina tem 4 pessoas: a mamãe, o papai e os dois filhinhos. No entanto, está cada vez mais difícil sustentar duas crianças, pois os gastos são muitos, principalmente quando eles entram na fase escolar. Além do fator financeiro, há o temporal, ou seja, hoje em dia, muitas mães precisam trabalhar também para manterem a sua família e, por isso, não têm tempo disponível para cuidar das suas crianças. Entretanto, há ótimos benefícios em se ter dois filhos, contanto que se saiba a hora de ter o segundo filho.

Cada casal tem uma rotina e uma experiência diferente com o primeiro bebê. Portanto, esses fatores são essenciais para se saber a hora certa de engravidar novamente. Por exemplo, se o primeiro filho deu muito trabalho com choros noturnos ou com doenças, é melhor que os pais descansem um pouco antes de irem para o segundo round. Mas se ele foi bonzinho e sempre dormiu bem, fica mais fácil pensar em ter outra criança pequena em casa.

Por isso, a experiência é muito importante na segunda gravidez. Como vocês já passaram por uma, saberão como agir na próxima. Sendo assim, muitas roupas poderão ser reaproveitadas, assim como os móveis, o carrinho e a cadeirinha do carro. Vocês saberão que não é necessário esterilizar a casa inteira para ter um bebê e saberão como dar banho nele sem ter medo de quebrá-lo ao meio. Além disso, vocês aproveitarão muito mais o segundo bebê, já que não terão as preocupações iniciais.

Com a experiência adquirida com o primeiro filho, torna-se mais fácil educar o segundo. (Foto: Divulgação)

A espera mínima para ter o segundo filho deve ser de pelo menos 18 meses, segundo uma pesquisa publicada no Journal of the American Medical Association, pois intervalos maiores podem causar partos prematuros e o nascimento de bebês com peso baixo ou pequenos demais.

Portanto, há vantagens em ter intervalos curtos ou longos entre um bebê e o outro. Se ele for curto, vocês poderão vivenciar as experiências de uma vez, apesar de ser mais sofrido porque dois bebês dão mais trabalho. Porém, eles crescerão e brincarão juntos durante a vida toda, sendo mais companheiros.

Por outro lado, se o intervalo for longo, vocês terão a ajuda do filho mais velho para cuidar do bebê e poderão matar as saudades de ter um nenê em casa. Além do mais, o irmão mais velho sempre protegerá o caçula dentro e fora de casa.

Cada casal tem uma dinâmica e, portanto, depende exclusivamente dele a hora de ter o segundo filho, pois isso não é como receita de bolo, pois cada um tem as suas experiências e expectativas para o futuro.

Top