Quais as Diferenças entre Windows 32 e 64 Bits?

Descubra quais são as diferenças e quando utilizar cada uma das versões do sistema operacional. Além de Windows XP, Vista e 7 e edições…

Descubra quais são as diferenças e quando utilizar cada uma das versões do sistema operacional.

Além de Windows XP, Vista e 7 e edições Home, Professional e Ultimate, você já reparou que existem duas versões distintas para o Windows: 32 e 64 bits? Caso você não conheça as diferenças entre as duas ou qual a melhor aplicação de cada uma, aqui vão algumas dicas para ajudá-lo a extrair todo o potencial da sua máquina.

Diferenças

O número diz respeito à forma com que o sistema se comunica com o processador. Ou seja, ela depende tanto da versão do Windows instalada na máquina quanto da arquitetura utilizada pelo processador. Basicamente, todas as versões do Windows lançadas desde a 3.1 faziam uso da arquitetura 32-bit. Trata-se de uma forma simples, porém eficiente, de processar as informações com um baixo consumo de memória RAM.

Com a chegada dos processadores multi-core (com dois ou mais núcleos), foi criada uma nova arquitetura, capaz de processar as informações de maneira mais eficiente e de lidar com uma quantidade maior memória RAM: a 64-bit. Nada impede que processadores 64-bit executem versões 32-bit do Windows, mas o contrário é impossível.

Memória RAM

Além de limitar a velocidade do computador, sistemas 32-bit são incapazes trabalhar com mais do que 3 GB de memória. Portanto, se você possui um Windows 7 32-bit e possui 4 GB de RAM, saiba que quase 1 GB está sendo desperdiçado.

Por outro lado, sistemas 64-bit exigem uma quantidade maior de memória para operar. A quantidade mínima recomendada para a instalação de tais versões do Windows é 4 GB. Ou seja, mesmo contando com processadores dual-core, recomenda-se o uso de sistemas 32-bit para computadores com 3 GB ou menos de memória.

Leia Também:  Immersive Explorer: baixar, download

Drivers e programas

Programas desenvolvidos especialmente para versões 64-bit não funcionam em Windows 32-bit. Por outro lado, quase todos os softwares da situação contrária são compatíveis. Caso você utilize um sistema x64, dê preferência aos programas que fazem uso da mesma arquitetura, pois eles serão mais eficientes. Isso não se aplica aos drivers. Nesse caso, cada componente conta com versões distintas para Windows 32 e 64 bits.

Em suma, caso você conte com um processador dual-core, possua 4 GB ou mais de memória RAM e utilize um sistema operacional 32-bit, considere trocar a versão do seu Windows para tirar maior proveito dos seus componentes. Já se você possui 3 GB ou menos de memória RAM ou conte com um processador de um único núcleo, uma versão 64-bit do Windows poderá tornar sua máquina muito pesa=-09.a.

Top