Pular corda ajuda a perder peso

Muita gente deseja emagrecer e fica com receio de entrar na academia por uma série de fatores. Mas existe um exercício que provoca a perda de peso e pode ser feito em casa: pular coda.

Quem foi que disse que para emagrecer é preciso matricular-se em uma academia caríssima, comprar roupas e roupas da última moda fitness e ter de ficar internada duas ou três horas por dia em aulas de musculação, localizada e pedalada? Existem outras formas infinitamente mais fáceis e bem mais baratas de perder as gordurinhas indesejadas e uma delas é pular corda, atividade que pode ser feita em casa mesmo.

Benefícios de pular corda

O treino está no grupo dos exercícios aeróbicos, aqueles voltados para queimar energia, para perder peso, além de outros benefícios, como desenvolver a parte cardiorrespiratória. Neste tipo de prática, muita energia é gasta, cerca de 300 calorias em 15 minutos, o que equivale a um pedaço de torta de frango de 120 gramas, por exemplo. Os músculos beneficiados são os das pernas, dos braços e do abdômen, portanto, não tem porque não começar a treinar desde já para estar em boa forma para o verão 2012.

Como pular corda

Para começar o exercício, é importantíssimo saber se as condições de pressão arterial, saúde cardíaca, ossos e cartilagens estão boas. Também não é indicado para mulheres grávidas. Se tudo isso estiver ok, é preciso partir para um segundo detalhe: as roupas adequadas. Um tênis que vai amortecer o impacto produzido pelo pulo é básico, além de camiseta e bermudinha. Depois basta fazer um belo alongamento no corpo todo, preparando-o assim para receber o estímulo e fazendo também os músculos terem as fibras organizadas, dando maior capacidade de força e elasticidade a eles.

Os praticantes devem saber que os pés devem estar bem pertinho da corda e eles só sairão do chão a cada volta. A grande dica é começar com 10 minutinhos, quatro vezes por semana e depois basta aumentar devagarinho para 15 ou o que o corpo suportar. Lembre-se sempre de respeitar seus limites, que não é de uma hora para outra que conseguirá fazer durante bastante tempo o exercício.

Leia Também:  Esporão: saiba mais, tratamento

Essa atividade deve ser feita, pelo menos, uma hora depois de qualquer tipo de alimentação, seja café da manhã, lanche ou almoço. Ainda destacando a comida, pratos balanceados devem estar aliados a essa rotina, pois de nada adianta pular e suar muito e cair dentro de sanduíches cheios de ingredientes que engordam.

Top