Programa Minha Casa Minha Vida 2012

Desde que foi lançado, o Programa Minha Casa Minha Vida tem procurado cumprir o seu objetivo de distribuir casas com preços mais acessíveis entre…

Desde que foi lançado, o Programa Minha Casa Minha Vida tem procurado cumprir o seu objetivo de distribuir casas com preços mais acessíveis entre os brasileiros. A iniciativa é do Governo Federal do Brasil, que recebe ainda o apoio da Caixa para conseguir dar conta da demanda habitacional do país. Vários imóveis já foram construídos pelo programa de 2009 para cá.

Destinado a famílias com renda bruta de até R$1.395,00, o programa habitacional foi criado para solucionar os problemas de moradia no país. A princípio a meta era distribuir um milhão de casas através da iniciativa, mas o projeto evoluiu e aumenta o número de inscritos a cada nova etapa. O valor das parcelas precisa ser no mínimo 50 reais por mês e não podem ultrapassar 10% da renda familiar.

As obras são realizadas pelas construtoras contratadas pela Caixa, de modo que as pessoas inscritas no programa se sintam confortáveis para escolher a melhor forma de financiamento. A aquisição do imóvel é democrática e simplificada, mas para desfrutar das vantagens é necessário reunir a documentação que comprove a renda.

Os imóveis Minha Casa Minha Vida são financiados da maneira que o comprador achar mais conveniente ao seu orçamento. Desse modo, é possível contar com um prazo de até 30 anos (360 meses) para quitar a dívida do financiamento imobiliário. Dependendo do caso, o cidadão não precisa dar entrada para fazer o seu negócio.

Para garantir a participação no Minha Casa Minha vida é necessário apresentar os documentos pedidos no regulamento, tais como RG, CPF, cópia da carteira de trabalho, declaração de imposto de renda, extrato do fundo de garantia, holerites, comprovantes de despesas, entre outros. O processo pode ser burocrático e a Caixa faz uma análise da documentação antes de aprová-la.

Leia Também:  Consórcios de Carros Bradesco‏

Novas unidades habitacionais estão sendo planejadas pelo programa Minha Casa Minha Vida 2012 graças a uma iniciativa no Governo Federal comandado pela presidente Dilma Russeff. Tudo indica que até 2014 serão inclusas no programa 2 milhões de casas e outras 600 mil a partir de 2012. Aumentar os recursos para estimular o Minha Casa Minha Vida é uma das principais apostas para o ano que vem.

A questão da moradia tem sido muito abordada no Governo de Dilma, ela pretende aumentar os investimentos e com isso conseguir realizar o sonho da casa própria de muitos brasileiros. Outro projeto da presidente consiste em criar uma linha de financiamento especial para a compra de eletrodomésticos, que oferecerá vantagens aos compradores com relação às ofertas das lojas. No entanto, o foco de Dilma é a construção das casas para o Minha Casa Minha Vida.

Dando continuidade ao trabalho de Lula, a presidente Dilma demonstra preocupação com a qualidade da moradia das famílias brasileiras. A segunda etapa do programa habitacional terá um investimento de R$ 125,7 bilhões até 2014, levando em conta os imóveis e financiamentos possíveis. O valor médio das moradias aumentou de R$42 mil para R$ 55.188. Alguns tópicos do regulamento para participar do programa provavelmente serão alterados, mas não há ainda uma confirmação definitiva.

O Programa Minha Casa Minha Vida está presente em todo o país e favorece o financiamento de casas em cidades com população acima de 50 mil habitantes. Os imóveis contratados normalmente seguem uma tipologia básica sendo casa térrea ou apartamento.

Aguarde notícias sobre as inscrições Minha Casa Minha Vida e acompanhe as novidades do Governo Dilma para os programas habitacionais. O ritmo das obras provavelmente será acelerado e o aumento de recursos também tem tudo para favorecer a nova etapa. As empresas do setor da construção civil já se preparam para dar conta da demanda.

Leia Também:  Minha Casa Minha Vida Inscrições Para Servidores Públicos

Top