Programa Ciência sem Fronteiras 2012: inscrições, bolsas de estudo Programa Ciência sem Fronteiras 2012: inscrições, bolsas de estudo

Programa Ciência sem Fronteiras 2012: inscrições, bolsas de estudo

Desde a última quinta-feira, 21 de março, os estudantes interessados em estudar no exterior nas áreas de ciências e tecnologias podem realizar inscrições para…

Por Élida Santos em 26/03/2012

Os projeto visa trazer pesquisadores para o Brasil, além de desenvolver essa área (Foto: Divulgação)

Desde a última quinta-feira, 21 de março, os estudantes interessados em estudar no exterior nas áreas de ciências e tecnologias podem realizar inscrições para o Programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal. O projeto vai oferecer cerca de 5.800 bolsas de estudos em universidades de sete países, sendo esses: Bélgica, Canadá, Austrália, Espanha, Coreia do Sul, Holanda e Portugal.

O projeto do Governo Federal vai disponibilizar 100 mil bolsas de estudos no exterior (Foto: Divulgação)

Os interessados devem acessar o site do programa e se inscrever até o dia 30 de abril. As bolsas de estudo na modalidade graduação sanduíche (parte no exterior e parte no Brasil) ou pós-graduação têm como tempo de duração de até 12 meses. Para concorrer a uma dessas oportunidades é preciso que o candidato tenha feito no mínimo 20% e no máximo 90% do currículo do curso que faz no Brasil. No dia 26 de abril o Programa Ciência sem Fronteiras vai disponibilizar 20 bolsas de doutorado nas universidades de Nottingham e Birmingham, na Inglaterra. O projeto do Governo Federal vai disponibilizar no seu total 100 mil bolsas de estudos no exterior.

Os interessados devem acessar o site do projeto para se inscrever (Foto: Divulgação)

Sobre o Programa

Segundo o site do programa, o “Ciência sem Fronteiras busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira através do intercâmbio e da mobilidade internacional”. O projeto espera ao longo de quatro anos promover intercâmbios fazendo uso de até 75 mil bolsas, com o intuito que os alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior, e com isso mantenham contato com os sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação.

Além disso, o Ciência sem Fronteiras tem por objetivo atrair pesquisadores que residam no exterior e que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no projeto do Governo Federal, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior. Os interessados em saber mais sobre o programa devem acessar o site www.cienciasemfronteiras.gov.br.

Top