Programa Brasília Sem Fronteiras: bolsas de estudo no exterior

O Distrito Federal está se empenhando no Programa Brasília Sem Fronteiras. A iniciativa tem como objetivo enviar os brasileiros para estudar no exterior e ampliar o conhecimento, tanto científico como tecnológico.

O Distrito Federal tem um programa de bolsas de estudos no exterior. (Foto:Divulgação)

O Brasília sem Fronteiras é inspirado no Ciência sem Fronteiras, um programa do Governo Federal. O Distrito Federal, por sua vez, é a primeira unidade da federação a colocar em prática um projeto de qualificação internacional.

O Programa Brasília Sem Fronteiras tem expectativa de crescer e se desenvolver. Em 2014, ele terá um investimento de R$ 50 milhões. Já em 2015 serão investidos R$ 60 milhões no intercâmbio.

Em setembro de 2013, o programa do Distrito Federal contabilizou um total de 2,3 mil inscritos.

Como funciona o Programa Brasília Sem Fronteiras?

Programa Brasília Sem Fronteiras espera proporcionar a experiência de intercâmbio a 1,9 mil pessoas. (Foto:Divulgação)

Divulgado em julho deste ano pelo Governo do DF, o Programa Brasília Sem Fronteiras espera proporcionar a experiência de intercâmbio a 1,9 mil pessoas, com idade entre 16 e 32 anos.

Os participantes do programa de bolsas no exterior se dividem em quatro grupos: estudantes da rede pública, universitários, recém-formados e servidores públicos locais.

Durante a experiência de intercâmbio, os participantes terão a chance de conhecer uma cultura estrangeira e obter fluência em outro idioma.

Ao retornar do intercâmbio, os participantes terão o dever de transmitir os conhecimentos adquiridos no exterior através de um conjunto de atividades.

O intercâmbio garante bolsa-auxílio. (Foto:Divulgação)

A primeira turma de bolsistas já embarcou em setembro para os Estados Unidos, Áustria e Holanda. Em novembro, um novo grupo de intercambistas vai viajar através do “Brasília sem Fronteiras”.

O bolsista do “Brasília sem Fronteiras” tem todos os seus gastos custeados através de uma bolsa-auxílio, cujo valor varia de US$ 400 a US$ 1,2 mil. O intercâmbio se estende por um período de cinco semanas. O programa se responsabiliza por transporte, hospedagem, alimentação, seguro saúde, material didático, despesas referentes ao curso e documentação necessária.

Critérios de seleção

O novo programa de bolsas atende os concluintes do Ensino Médio matriculados na rede pública do DF e no Centro Interescolar de Línguas (CIL). Também podem participar os universitários que residem no Distrito Federal e os servidores do DF, com pelo menos dois anos de conclusão do ensino superior.

Todos os grupos participam de um processo seletivo, que consiste em provas de língua estrangeira e conhecimentos gerais. Antes de embarcar, os bolsistas também passam por treinamento.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply