Programa “Receber Bem” prepara pessoas para a Copa de 2014

O Brasil tem investido pesado na preparação do país para receber a Copa do Mundo de 2014. O Governo Federal, assim como governos estaduais…

Por Redacao em 27/09/2011


O Brasil tem investido pesado na preparação do país para receber a Copa do Mundo de 2014. O Governo Federal, assim como governos estaduais e municipais têm procurado investir na capacitação dos brasileiros a fim de que tenham condições de atender a toda a demanda que um evento deste porte exige.

Como uma Copa do Mundo promove empregos e boas oportunidades para o país sede, é importante que ele prepare as pessoas para receberem os turistas que virão ao local não apenas para acompanhar o evento esportivo, mas também para conhecer as culturas e cidades do país sede.

O Brasil já recebe muitos turistas, mas poucos brasileiros estão preparados para os receberem; muito menos quando se trata de receber turistas em um evento tão grandioso como uma Copa do Mundo. Por conta disso, o Governo Federal lançou um programa chamado “Receber bem” o qual visa preparar melhor os brasileiros para atender a enorme demanda proporcionada pela Copa no que diz respeito ao atendimento aos turistas.


Mas, quais locais serão beneficiados com o programa? Ora, o programa será destinado a 75 localidades brasileiras, locais que estão entre as principais cidades que mais recebem turistas, principalmente turistas brasileiros. Durante a Copa, as cidades que certamente receberão maior número de turistas são: Rio de Janeiro, Recife, Olinda, Salvador, Natal, Ouro Preto, dentre outras. Isso porque possuem um enorme potencial quanto à história, belezas naturais, atrativos comerciais, etc.

A estimativa do Ministério do Turismo é que até 2012 as cidades apresentadas e outras mais devam receber algo em torno de cinco milhões de pessoas vindas de outros países e estados brasileiros. A intenção inicial é de que o Programa “Receber Bem” capacite primeiro os profissionais que já atuam no mercado do turismo. Isto é um bom começo visto que atualmente cerca de 360 mil pessoas entre motoristas de táxi, ambulantes, garçons, balconistas e outros já atuam no mercado.


O investimento para esta etapa será de R$ 400 milhões onde a principal intenção do governo também é de gerar multiplicadores do conhecimento através dos profissionais que serão qualificados, ou seja, a ideia é que os capacitados possam ser repassadores de informações para outros profissionais da área.

O Ministério do Turismo já se prepara para realização de parcerias com diversas entidades que atuam no setor do turismo onde uma das opções são as instituições de ensino relacionadas a idiomas cuja principal atividade do plano “Olá Turista” é de ensinar várias pessoas outros idiomas e capacitá-las no atendimento direto ao turista. O aprendizado de outro idioma certamente é o que mais chamará a atenção visto que para se prestar um bom atendimento para quem virá visitar o país, é preciso primeiramente compreender bem o que o mesmo deseja.

Contudo, até o próximo ano a ideia é inscrever pelo menos 4 mil profissionais no programa cuja meta é de qualificar 306 mil pessoas que já atuam ou que desejem ingressar na área do turismo. Não resta dúvida que a proposta do governo é excelente e contribuirá para gerar mais oportunidade de trabalho, além de preparar as pessoas para receber o maior evento do mundo que deixará legado em vários setores do mercado de trabalho no país.

Top