Professora baleada recebe alta e deixa o hospital

A assessoria de imprensa do HC informou que a professora saiu do Hospital das Clínicas por volta das 14h45 de ontem (29). Segundo informações…

A assessoria de imprensa do HC informou que a professora saiu do Hospital das Clínicas por volta das 14h45 de ontem (29). Segundo informações do portal G1, ela não passou pelo acesso comum do Instituto de Ortopedia, onde jornalistas a aguardavam. A professora ficou internada por sete dias e passou por duas cirurgias: uma para retirada da bala, alojada na região abdominal e outra na quarta-feira (28) operou o joelho esquerdo que estava fraturado.

No final da manhã de ontem, Rosileide divulgou uma carta em que agradece a todos que ajudaram a socorrê-la entre policiais, médicos e professores.

O depoimento que estava previsto para quinta-feira e aconteceria no próprio hospital acabou sendo cancelado pela Policia Civil e ainda não foi remarcado.

Depoimentos colhidos:

Até o momento informações do portal IG, a delegada responsável pelo caso, Lucy Fernandes, afirmou que os depoimentos colhidos ainda esclareceram os motivos do crime. Ela vê o depoimento de Rosileide e dos colegas de classe do menino como fundamental para entender o ambiente da sala de aula, visto que não obteve nada significativo quanto ao ambiente familiar.

Já o depoimento da família de Davi aconteceu na quarta-feira. Milton, Elenice, e o irmão mais velho de Davi, de16 anos entraram e saíram da delegacia sem falar com a imprensa. De acordo com declarações anteriores da delegada, o pai do estudante – dono do revolver calibre 38 – não será indiciado por negligência. Na próxima segunda-feira os alunos também começam a ser ouvidos. A intenção é escutar pelo menos cinco deles.

O caso:

Na tarde de 22 de setembro, David Mota Nogueira entrou na escola municipal Professora Alcina Dantas Feijão com a arma particular do pai, um guarda municipal, escondida na mochila. De acordo com a polícia o menino disparou contra a professora Rosileide Queiros de Oliveira, de 38 anos dentro de sala de aula e em seguida, atirou na própria cabeça.

Leia Também:  Enem não será prejudicado pela greve dos Correios

Os dois foram socorridos com vida, mas Davi morreu após duas paradas cardíacas. Já a professora foi levada para um hospital da região e transferida para o Hospital das Clínicas, de onde teve alta ontem (29)

Top