Professora baleada em sala de aula sai da UTI

Rosileide passa bem após a cirurgia para retirada da bala, que estava alojada na região abdominal.

A professora baleada ontem (22) em sala de aula por um aluno de 10 anos em uma escola municipal saiu hoje da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Das Clínicas de São Paulo.

Rosileide Queiros de Oliveira, 38 anos, passou por uma cirurgia com duração de três horas na noite de quinta-feira para retirar a bala, que estava alojada entre o reto e o útero. A alta aconteceu no início da tarde. De acordo com o boletim médico, a paciente está no quarto, consciente e conversando. Seu estado de saúde é estável, mas ainda não há previsão de alta.

Crime

A professora foi atingida dentro da sala de aula por um tiro disparado por David Mota Nogueira, aluno do 4º ano na escola municipal Professora Alcina Dantas Feijão, na quinta-feira (22), onde estavam outros 24 alunos. Segundo a polícia, após atirar o menino saiu da sala, sentou-se nas escadas e atirou contra a própria cabeça.

Os dois foram socorridos com vida. O estudante socorrido no hospital de Emergência Albert Sabin, mas morreu após duas paradas cardíacas. Já a professora foi transportada pelo helicóptero Águia da Polícia Militar e levada para um hospital da região, e em seguida foi transferida para o Hospital das Clínicas, onde permanece internada.

A arma – um revolver calibre 38 – pertence ao pai do estudante, o guarda civil Milton Nogueira. Porém, de acordo com Informações prestadas pelo secretário de segurança, Moacyr Rodrigues, ela não pertence a corporação. Ainda não se sabe o que motivou o crime.

As aulas desta sexta-feira na escola municipal Professora Alcina Dantas Feijão foram suspensas.

Velório e enterro

O enterro do estudante David Mota Nogueira está marcado para às 16h desta sexta-feira no Cemitério das Lágrimas, em São Caetano do Sul.

Leia Também:  Título Net

Top