Produtos de beleza que devem ser evitados na gravidez

A gestação é uma fase muito importante na vida da mulher, onde muitas coisas mudam. Dentro das mudanças temos algumas atitudes especiais que devem…

Alguns produtos de beleza precisam ser evitados durante a gravidez.

A gestação é uma fase muito importante na vida da mulher, onde muitas coisas mudam. Dentro das mudanças temos algumas atitudes especiais que devem ser sempre lembradas pelas gestantes, incluindo os cuidados com a pele. Obviamente que a mudança nos hábitos de beleza não significa abandoná-los, mas sim adequá-los a época de vida na qual a mulher se encontra. Por isso, é importante saber que existem alguns produtos de beleza que contêm certas toxinas, as quais podem passar a barreira da pele e entrar na corrente sanguínea, prejudicando o feto. Veja quais os principais produtos de beleza que devem ser evitados durante a gravidez.

Fique longe das medicações contra acne

Alguns medicamentos que são prescritos durante o tratamento para a acne como, por exemplo, o acido retinóico e o ácido salicílico, devem ser evitados durante a gravidez. Esses produtos, quando utilizados em altas doses, podem trazer grandes e graves defeitos à formação do feto. Além das medicações que os contém, formulações de cremes e tônicos de limpeza também são contraindicados.

Os produtos de beleza com fragrâncias intensas não podem ser usados

A maioria dos produtos de limpeza que possuem fragrâncias é a base de “ftalatos”. Infelizmente essa substância pode trazer graves prejuízos na formação do bebê. Por isso, todos os produtos de beleza que contenham aromas intensos como, por exemplo, hidratante corporal, perfume, água de colônia, devem ser evitados durante a gestação.

Converse com seu médico a respeito de quais medicamentos podem ser utilizados durnate a gestação.

Os cosméticos à base de soja são grandes vilões

Algumas gestantes optam por utilizar produtos de beleza à base de soja, pensando que eles não causam efeitos secundários. Porém, isso não é verdade. Embora muitos deles sejam seguros, durante a gestação o uso rotineiro desses produtos pode piorar o cloasma (mancha amarronzada que aparece no rosto da mulher durante a gestação).

Leia Também:  Cursos grátis de maquiagem Avon 2017

Os produtos clareadores da pele também são maléficos

A maioria dos produtos que tem como função clarear a pele também devem ser evitados durante a gestação. Muitos desses cosméticos possuem em sua composição hidroquinona ou glutationa. Essas duas substâncias afetam algumas enzimas existentes no corpo, aquelas responsáveis em produzir melanina, bloqueando um processo natural que faria com que o bebê desenvolvesse uma pele saudável. Além disso, estes ingredientes podem causar reações alérgicas em algumas pessoas, devendo ser evitados durante a gravidez, assim como durante o aleitamento materno.

Os autobronzeadores podem ser perigosos

Os autobronzeadores possuem como principal ingrediente a dihidroxiacetona. Infelizmente não existe um estudo que comprove sua ação sobre o organismo. O que se sabe até o momento é que esse componente pode causar modificações no DNA humano (gene responsável em conter as informações do organismo). Devido a isso, os autobronzeadores devem ser evitados durante a gestação por uma questão de prevenção. Tendo em vista que não se sabe qual seu real efeito sobre o feto.

A gravidez é um momento de muitos cuidados.

A gestação é uma etapa repleta de mudanças na vida da mulher. Por isso, é preciso, antes de qualquer coisa, conversar com seu médico a respeito do uso de certos cosméticos durante essa fase. Muitos deles podem trazer graves efeitos a saúde de seu filho.

Top