Problemas com cheques: como evitar

Segundo informações do Banco Central, a taxa cobrada pelo uso de cheque especial de pessoas físicas cresceu muito nos últimos meses. A maioria das…

Segundo informações do Banco Central, a taxa cobrada pelo uso de cheque especial de pessoas físicas cresceu muito nos últimos meses. A maioria das pessoas já usou o cheque ao menos uma vez. Porém, usar esse tipo de crédito sem conhecer o seu funcionamento, pode comprometer as finanças e levar ao endividamento. Saiba mais sobre o assunto e veja como evitar problemas com cheques.

É necessário saber usar o cheque para evitar as dívidas. (Foto: divulgação)

Problemas com cheques

O cheque é uma excelente ferramenta para movimentação de valores altos ou até mesmo para o parcelamento de compras, porém deve ser usado com responsabilidade e segurança. Na hora de usar o cheque, o consumidor deve ficar atento para as taxas cobradas pelo uso, já que são uma das mais altas do mercado.

Segundo o Banco Central, a taxa de juros do cheque especial caiu 16,1 pontos percentuais nos meses de junho e julho, porém ainda continua sendo uma das mais altas, no valor de 151% ao ano, considerada a menor taxa histórica do BC desde março de 2008. O uso de cheques pode ser muito proveitoso, mas deve ser usado corretamente para evitar gastos excessivos e até dívidas maiores.

O cheque pode se tornam um problema quando não usado corretamente. (Foto: divulgação)

Veja também o que fazer em casos de cheque sem fundo 

Como evitar problemas com cheques

1. No caso do uso de cheques especiais, a primeira orientação ao correntista é de nunca esquecer que o dinheiro é do banco. Dessa forma, o valor deve ser reposto o mais rápido possível para evitar os juros altos e o aumento da dívida.

2. O ideal é optar pelo uso de cheque somente com dinheiro em conta e em casos de emergência, sabendo com certeza que poderá repor o total utilizado o mais rápido possível.

Leia Também:  Dicas para comprar dólares

3. É necessário saber corretamente a taxa de juros que será cobrada pelo banco durante o uso dos cheques. Além disso, existem bancos que oferecem limites maiores do uso de cheques por 10 dias sem cobrança de juros.

4. Os juros cobrados pelo uso do limite em cheque especial podem fazer muita diferença no orçamento de final de mês. Portanto é necessário colocar tudo no papel e caneta e avaliar as possibilidades e necessidades do uso dos mesmos.

5. Evite dar cheques que estão sujeitos a devolução. O ideal é que eles sejam usado somente com certeza de há crédito suficiente para realização da compensação.

6. O que a maioria das pessoas não sabe é que o rendimento mensal equivalente ao limite de cheque especial, quando usado constantemente, a cada oito meses será dado um salário ao sistema de finanças. Portanto, pense bem antes de usar essa ferramenta.

O cheque é o segundo meio mais utilizado para pagar contas no Brasil. (Foto: divulgação)

Veja também como usar cheque com segurança

Os cheque é uma ferramenta que pode ajudar muito em situações emergenciais e também de praticidade. Porém, o uso de cheque possui uma das maiores taxas cobradas, sendo assim deve ser usado corretamente para evitar gastos excessivos e até dívidas pelo uso do limite de cheque especial. Fique atento com o uso de cheques e não saia do orçamento.

Top