Principais problemas de pele em bebês

A pele é a barreira natural do corpo, sendo mais sensível em bebês. É por isso que os pequenos são mais susceptíveis aos problemas de pele…

A pele é a barreira natural do corpo, sendo mais sensível em bebês. É por isso que os pequenos são mais susceptíveis aos problemas de pele como dermatites, micoses e outras patologias. Saiba mais sobre o assunto e veja quais são os principais problemas de pele em bebês.

As fraldas devem ser trocadas com frequência para evitar assaduras. (Foto: divulgação)

Pele do bebê

A pele age como uma barreira natural contra agentes que causam doenças. Porém, algumas vezes ela é quebrada deixando com que micro-organismos entrem e causem problemas. Os bebês possuem uma pele mais sensíveis, pois leva tempo para que ela atinja maturidade imunológica e espessura suficientes para combater os intrusos  e resistir às agressões do ambiente. Sendo assim, os recém-nascidos são mais vulneráveis aos efeitos dos produtos de higiene, ao calor e aos micróbios que crescem devido a umidade da fralda, entre outras causas.

Outro fator é que quando a criança nasce, ela entra em contato com os hormônios maternos que ficam na placenta, o que favorece para o aparecimento das dermatites seborreicas e da acne neonatal. Alguns dos problemas que aparecem nos pequenos são comuns e desaparecem com o tempo, porém outros precisam de tratamento. Por isso é importante saber diferenciar as doenças de pele do bebê.

As picadas de insetos são problemas de pele em bebês. (Foto: divulgação)

Veja também como evitar assaduras na pele do bebê 

Principais problemas de pele em bebês

1. Assaduras: normalmente acontecem porque a umidade e o calor agridem a pele sensível da criança. Para evitar que elas ocorram, o mais indicado é trocar as fraldas com frequência, mantendo sempre o bebê sequinho, além de usar pomada de barreira. Quando a criança já apresenta a assadura, é importante parar com as pomadas, pois elas servem como prevenção e não como tratamento. Se o problema persistir, um médico pediatra precisará ser consultado.

Leia Também:  Receita caseira para bronzeado perfeito

2. Crostas no couro cabeludo: alguns bebês apresentam, logo nos primeiros meses de vida, crostas ou casquinhas no couro cabeludo. Esse tipo de sinal não é preocupante, pois desaparece com o tempo e sem o uso de medicamentos.

3. Impetigo: trata-se de uma doença infecciosa comum em pele de bebês. Ela normalmente se manifesta através de bolhas que estouram e deixam uma casquinha. Existem vários formas de impetigo e alguns precisam de tratamento médico.

4. Alergias: algumas das principais são as urticárias provocadas por medicamentos, produtos como perfumes, cremes e outros. Além de alguns alimentos. Os sinais mais comuns são vermelhidão, edema local e coceira intensa. O tratamento deve ser feito sobre orientação médica.

5. Picadas de inseto: as crianças são mais sensíveis e reagem de forma mais abrupta às picadas de insetos. Algumas produzem múltiplas lesões a partir de uma única picada. Trata-se de uma forma de alergia e deve ser tratada com medicamentos específicos.

As alergias são problemas de pele muito comuns em bebês. (Foto: divulgação)

Veja também dicas para cuidar da pele do bebê

Os bebês possuem pele mais sensível e com isso são mais acometidos com reações alérgicas, assaduras e outros problemas. por isso, os cuidados com o pequeno devem ser redobrados para evitar que os problemas sejam ainda mais graves. Evite o uso de produtos que possam provocar alergias e mantenha a pele do bebê protegida.

 

 

Top