Principais causas da cirrose hepática

A cirrose hepática é uma doença que provoca degeneração do fígado, podendo ser causada por vários fatores. O problema tem evolução lenta e progressiva, podendo…

A cirrose hepática é uma doença que provoca degeneração do fígado, podendo ser causada por vários fatores. O problema tem evolução lenta e progressiva, podendo levar o indivíduo a inatividade das funções hepáticas. Saiba mais sobre o assunto e veja as principais causas da cirrose hepática.

O alcoolismo é a principal causa de cirrose hepática. (Foto: divulgação)

O que é cirrose hepática

Trata-se de uma doença crônica do fígado caracterizada pela presença de fibrose e formação de nódulos que impedem a circulação do sangue. A cirrose hepática pode ser provocada por infecções ou inflamação crônica do órgão.

O problema faz com que o fígado gere tecido de cicatrização no lugar das células que morreram. Dessa forma, ele para de desempenhar suas funções normais, como produzir bile, proteínas, metabolizar o colesterol, manter os níveis de açúcar no sangue, metabolizar o álcool e determinados medicamentos.

A cirrose acomete principalmente homens acima dos 45 anos de idade, porém pode atingir também as mulheres. O uso de álcool em excesso tem feito com que o número de portadores crescesse de forma exacerbada nos últimos anos.

É importante consultar o médico ao surgirem os sintomas para tratar a cirrose hepática. (Foto: divulgação)

Principais causas da cirrose hepática

1. Alcoolismo: o abuso no consumo de álcool é a principal causa da cirrose. Já que o fígado é responsável por metabolizar essa substância, quando colocado mediante as doses altas, sofre danos no tecido, comprometendo o seu funcionamento.

2. Virais e medicamentosa: as cirroses hepáticas crônicas podem ser provocadas também pelos vírus das hepatites B e C, pelo uso de medicamentos e também pela hepatite auto-imune.

Sintomas da cirrose hepática

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Perda de peso;
  • Constipação;
  • Dor abdominal;
  • Fadiga;
  • Hepatomegalia (fígado aumentado);
  • Pele amarelada;
  • Branco do olho amarelado;
  • Urina escura;
  • Perda de cabelo;
  • Inchaço;
  • Ascite (edema na região abdominal).

    O aumento do fígado e dor abdominal são indicativos de cirrose hepática. (Foto: divulgação)

A cirrose é uma doença irreversível que pode levar o indivíduo a morte. Por isso, é indispensável realizar o diagnóstico precoce para dar início ao tratamento que pode adiar ou evitar que apareçam complicações graves. O primeiro passo do tratamento consiste em eliminar os agentes agressores, como álcool, drogas e vírus da hepatite.  Em casos mais graves, o transplante de fígado pode ser indicado. Ao surgirem os sintomas, consulte o médico imediatamente.

Continuar Lendo  Saiba como conseguir o bronzeado perfeito para o verão

Top