Primeiro emprego para menores de 18 anos

A partir de 16 anos de idade e lei brasileira permite que a pessoa comece a trabalhar, com registro em carteira e com todos…

As empresas exigem experiência de pessoas que nunca trabalharam (Foto: Divulgação)

A partir de 16 anos de idade e lei brasileira permite que a pessoa comece a trabalhar, com registro em carteira e com todos os direitos assegurados pela Constituição Trabalhista. Porém, muitos anúncios de emprego prezam pela experiência que falta para esses jovens, o que torna ainda mais difícil conquistar o primeiro emprego. Para algumas pessoas que nunca exerceram uma função remunerada a dificuldade começa antes mesmo de procurar uma colocação no mercado de trabalho, na fase em que se deve decidir qual função será a pretendida.

Muitos acreditam que por se tratar do primeiro emprego o jovem deve aceitar a primeira vaga que lhe for oferecida, o que não é uma verdade absoluta. Cada pessoa possui características em sua personalidade que indica em que área provavelmente sua atuação será melhor. Por exemplo, as pessoas comunicativas, que não gostam de rotina e que se relacionam bem com um público variado, certamente se darão muito bem em áreas de atendimento. Já aquele adolescente que não é muito desenvolto, mas que adora ficar horas no computador, pode se dar bem trabalhando em escritórios, em partes operacionais de empresas.

Busque áreas que tenham a ver com o seu perfil (Foto: Divulgação)

Procurar empresas que trabalham com produtos que você conheça, ou com serviços que fazem parte da sua rotina pode ajudar na hora de desenvolver uma função. Se o seu passatempo predileto é jogar videogame procure uma loja ou empresa que trabalha com produtos relacionados, ou se você gosta de ler, uma livraria ou estabelecimento que tenham contato com literatura podem ser uma boa opção. Não que somente isso influencia na escolha do primeiro emprego, mas já é uma direção que pode ser tomada.

Realize cursos básicos como de computação (Foto: Divulgação)

A qualificação profissional também é importante. Cursos genéricos, ou seja, que são importantes em qualquer área, devem ser realizados. Computação e idioma (inglês e espanhol no mínimo) estão nessa lista. Quando não se tem experiência de mercado outros fatores são levados em consideração, como trabalho voluntário e atividades extracurriculares. Coloque todos esses dados no currículo, juntamente com os cursos de aperfeiçoamento realizados, pois esse pode ser o seu diferencial.

Leia Também:  Curso técnico gratuito aquicultura Ifac 2012

Mesmo diante da dificuldade de encontrar o primeiro emprego não desista, pois o seu momento irá chegar. Deixe claro nas entrevistas que você está disposto a aprender e a crescer junto com a empresa e que a falta de experiência será compensada pela determinação. Seja sincero e jamais minta ou esconda informações requisitadas pela companhia, agindo assim você encontrará uma colocação no mercado de trabalho adequada ao seu perfil.

Top