Primeira votação do conclave: Novo papa ainda não foi escolhido

Os cardeais estão reunidos no conclave na Capela Sistina, no Vaticano, para a escolha do próximo Papa após renuncia de Bento XVI. Nessa primeira…

Os cardeais estão reunidos no conclave na Capela Sistina, no Vaticano, para a escolha do próximo Papa após renuncia de Bento XVI. Nessa primeira votação realizada nesse dia 12 de fevereiro a fumaça preta avisou ao mundo que não foi eleito o novo líder da igreja católica. A chaminé da Capela Sistina foi coberta pela “nuvem” escura de fumaça por volta das 19h40 locais (15h40 de Brasília), indicando que nenhum cardeal teve 2/3 dos 115 votos.

Leia mais sobre: Como será escolhido o novo Papa

 

Fumaça preta indica que Papa não foi escolhido (Foto: Divulgação)

Centenas de pessoas aguardam eleição do novo Papa na Praça de São Pedro

A chuva e o frio intenso não foram capazes de espantar o público que estava na Praça de São Pedro, aguardando a escolha de um novo Papa, e receberam a fumaça que indicava que a eleição continua com lamentação. Com isso, o conclave para eleger o sucessor de Bento XVI deve continuar manhã, quarta-feira, 13 de março, com duas votações pela manhã, e outras duas à tarde, até que um dos cardeais obtenha os 2/3 dos votos necessários.

Brasil pode ter Papa

O cardeal brasileiro Dom Odilo Pedro Scherer é considerado pela imprensa e por analistas do seguimento como um dos favoritos para ser o novo Papa, ao lado do italiano Angelo Scola, porém, a previsão é de uma eleição difícil. Uma eleição de um brasileiro para o posto de Papa será vista com bons olhos pela igreja, já que o Brasil é um país com predominância de católicos e um dos que mais tem adeptos a religião.

Saiba mais sobre: Os Papas mais polêmicos da história

Continuar Lendo  Coca-Cola é a empresa com melhor reputação online, revela estudo

 

O conclave acaba quando um dos cardeais receber 2/3 dos votos (Foto: Divulgação)

Renúncia de Bento XVI

No dia 11 de fevereiro Bento XVI anunciou que gostaria de renunciar seu cargo. No dia 28 de fevereiro o afastamento foi efetivado. Ele foi o primeiro pontífice a renunciar em mais de seis séculos. Desde que deixou oficialmente o cargo, Bento XVI está em Castel Gandolfo, a residência de verão dos Papas, que fica a cerca de 25 km do Vaticano. Ele ficará por lá por dois meses e depois ficará recluso num antigo convento sobre as colinas do Vaticano, com vista para a cúpula da Basílica de São Pedro.

Top