Polícia Federal prende pelo menos 40 criminosos de quadrilha da região Sul Polícia Federal prende pelo menos 40 criminosos de quadrilha da região Sul

Polícia Federal prende pelo menos 40 criminosos de quadrilha da região Sul

Foram apreendidos nesta terça-feira (25) pelo menos quarenta criminosos que faziam parte de uma grande quadrilha com envolvimento em roubos, sequestros e homicídios, em…

Por Redacao em 25/10/2011

Foram apreendidos nesta terça-feira (25) pelo menos quarenta criminosos que faziam parte de uma grande quadrilha com envolvimento em roubos, sequestros e homicídios, em três estados do país e também no Paraguai. Além dos presos, foram capturados também armas, munições, coletes a prova de bala e rádios transmissores.

A Operação Mercúrio, com cerca de 300 policiais federais envolvidos, foi destinada para cumprir 39 mandados de prisão, dos quais 18 são de prisão preventiva e 21 temporária, e 50 mandados de busca e apreensão nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A quadrilha, segundo a Polícia Federal, é constituída de 53 criminosos, número identificado até agora. Eles teriam cometidos roubos a caixas eletrônicos dos bancos Caixa, Itaú, Sicredi e Santander na região sul. Só para a Caixa Econômica Federal foi constatado uma perda de no mínimo 2 milhões de reais. Além disso a quadrilha também atuou no Paraguai, quando assaltou o banco Continental, que saiu com prejuízo de 1 milhão de reais.

Fora esses roubos, a quadrilha furtava carros em Curitiba e região metropolitana, além de Joinville, os quais passavam por um processo de clonagem e utilizados para transporte do bando. Residências de Curitiba também eram alvos do grupo. Nos últimos dias, a quadrilha não deixava escapar nem mesmo ônibus de turistas que pretendiam visitar a Foz do Iguaçu.

Com tantos crimes, o grupo de criminosos chegou a bater de frente inúmeras vezes com a polícia. Um dos confrontos aconteceu no Paraguai, em maio deste ano, na época do roubo ao banco. Na ação as autoridades paraguaias capturaram parte do bando e apreenderam algumas armas. Dois criminosos morreram na troca de tiros. Outro confronto, o mais recente, foi na tentativa de roubo a um ônibus turístico. Neste, a polícia só havia conseguido a apreensão de um fuzil e uma pistola.

O bando recebeu o índice de alta periculosidade e para cumprir a prisão de todos os envolvidos, o Comando de Operações Táticas (COT) e os Grupos de Pronta Intervenção (GPI’s) estão trabalhando integralmente.

Top