Pobres ficam ricos mais rápido no Brasil, diz Forbes

Pobres ficam ricos mais rápido no Brasil, diz Forbes

De acordo com uma matéria Forbes, os pobres ficam ricos mais rápido no Brasil, em comparação a outros países. A revista norte-americana anunciou ainda…

Por Isabella Moretti em 28/09/2012

De acordo com uma matéria Forbes, os pobres ficam ricos mais rápido no Brasil, em comparação a outros países. A revista norte-americana anunciou ainda que nos Estados Unidos esta situação se inverte, pois os ricos ficam mais ricos de maneira mais rápida. O anúncio deste curioso dado aconteceu na última terça-feira (25).

Nos últimos anos, a quantidade de pobres no Brasil reduziu significativamente. (Foto:Divulgação)

Brasil é visto como um país com menos desigualdade

A reportagem publicada na Forbes revelou que 10% da força de trabalho no Brasil com renda baixa alcançou um aumento de salário 90% superior ao restante da população, incluindo indivíduos que pertencem às classes A e B.

De 2009 a 2011, o salário do trabalhador brasileiro pobre subiu 29,2%. Já o restante da mão-de-obra apresentou um crescimento salarial de apenas 8,3%, bem inferior ao que a classe mais baixa conquistou.

Após analisar os dados, a Forbes constatou que o rendimento médio mensal dos trabalhadores obteve um ganho de 4,6%, alcançando R$ 1,279.

Veja também: Cresce o número de pobres nos Estados Unidos

A Forbes questionou o crescimento da economia dos Estados Unidos. (Foto:Divulgação)

Para reforçar a ideia de que o Brasil está dando mais oportunidades aos pobres, vale mencionar as constatações do Gini, que apresentou uma significativa queda e atingiu 0,501 em 2011. Este índice é responsável por medir a desigualdade no país, ou seja, quanto mais próximo o número estiver de zero, melhor é a distribuição de renda.

Com a sua matéria, a Forbes questionou o crescimento da economia dos Estados Unidos e exaltou a boa atuação do Brasil. Para sustentar os argumentos, a revista norte-americana citou um comunicado da ministra brasileira do Desenvolvimento Social: “O Brasil está mostrando ao mundo que é possível crescer e incluir, ao mesmo tempo, e que a inclusão dos mais pobres contribui para o crescimento do país”.

A Forbes exaltou ainda mais a figura do Brasil ao falar que a pobreza está caindo, enquanto nos Estados Unidos as pessoas com baixa renda ganham cada vez menos. Mesmo com serviços sociais melhores e mais sofisticados, o país do Tio Sam não tem reconhecido as necessidades dos seus pobres.

A desigualdade no Brasil diminuiu, mas o índice ainda é preocupante. (Foto:Divulgação)

De acordo com o levantamento do Ipea, 21,8 milhões de brasileiros saíram da linha da pobreza no período nos últimos anos. Somente entre 2009 e 2011, 3,7 milhões deixaram de ser pobres.

A desigualdade no Brasil

Mesmo assumindo o papel de ‘Mocinho’ na revista norte-americana, o Brasil ainda tem um longo caminho para percorrer na luta contra a desigualdade. Embora o número de pobres tenha diminuído, o Brasil ainda se encontra entre os 12 países mais desiguais do mundo, segundo o Ipea.

Saiba mais: Desigualdade: Ricos tem renda até 39 vezes maior que os mais pobres, diz Censo

Top