Playcenter ficará 12 meses sem funcionar

O parque de diversões ficará fechado a partir de julho desse ano (Foto: Divulgação) O parque, localizado na Zona Oeste de São Paulo, Playcenter,…

Um dos acidentes no parque aconteceu em 2011, na montanha russa (Foto: Divulgação)

O parque de diversões ficará fechado a partir de julho desse ano (Foto: Divulgação)

O parque, localizado na Zona Oeste de São Paulo, Playcenter, informou que vai ficar fechado a partir do dia 29 de julho durante aproximadamente 12 meses. Durante esse período o espaço será reformado e adotará um modelo diferente, diminuindo sua capacidade de público, que cairá dos atuais 12 mil pessoas por dia, para 4.500. Na nota divulgada pelo grupo que administra o parque, foi informado que o lugar vai abrigar um “conceito de diversão inédito no Brasil”.

De acordo com a assessoria de imprensa do Playcenter, as mudanças não estão relacionadas aos acidentes recentes que ocorreram no parque. O argumento para a reforma é a mudança de conceito baseada em uma nova estratégia. Para isso será injetado mais R$ 40 milhões no parque.

Esse anúncio veio em meio a um fato grave, que atingiu o segmento dos parques de diversões. O Hopi Hari, concorrente do Playcenter, que fica localizado na cidade de Vinhedo, interior paulista, está sob investigações por causa de um acidente, onde uma jovem de 14 anos caiu do brinquedo “La Tour Eiffel”. O parque encontra-se fechado até o dia 22 de março, conforme determinação da justiça.

Desde 2010 o Playcenter registrou dois acidentes em um intervalo relativamente curto. O primeiro imprevisto ocorreu em setembro de 2010, quando 16 pessoas ficaram feridas na montanha-russa Looping Star. No dia 3 de abril de 2011 oito visitantes se machucaram depois que uma das travas do brinquedo Double Shock se abrir durante a operação. O problema foi ocasionado devido a uma falha humana. Em nenhum dos casos houve vítimas fatais, diferentemente do que aconteceu no Hopi Hari, onde a jovem não resistiu aos ferimentos e faleceu antes mesmo de chegar no hospital de Jundiá, para onde foi levada.

Leia Também:  Isenção de IPI já rendeu R$ 19 bi em renuncia fiscal para empresas

Top