Pesquisadores criam chicletes para emagrecer

Está muito perto de chegar o dia em que os gordinhos poderão ganhar um pequeno, porém forte aliado: cientistas americanos estudam a criação de…

(Imagem: Foto divulgação)

Está muito perto de chegar o dia em que os gordinhos poderão ganhar um pequeno, porém forte aliado: cientistas americanos estudam a criação de um chiclete que auxiliará na redução do peso.

Pesquisadores da Universidade de Syracuse estudam modos de acrescentar a goma de mascar o hormônio PYY, responsável por trazer a sensação de fartura ao organismo. A técnica seria parecida ao dos chicletes que procuram ajudar os fumantes a deixar o cigarro.

O PYY é a parte de um sistema que ajusta o apetite e a energia do corpo humano. Quando uma pessoa se alimenta ou se exercita, o hormônio é liberado no fluxo sanguíneo, em uma quantia que aumenta conforme o número de calorias ingeridas.

Pesquisas anteriores haviam evidenciado que pessoas a cima do peso possuem uma quantidade menor de PYY no sangue. Além disso,  quando injetado o hormônio em um grupo de voluntários aumentaram as taxas de hormônio e diminuíram o número de calorias consumidas.

“O PYY é um hormônio supressor do apetite”, diz Robert Doyle, da Universidade de Syracuse e coordenador da pesquisa. “Mas, quando ingerido oralmente, o hormônio é destruído no estômago. O que não é destruído tem dificuldade em atravessar para a corrente sanguínea através do intestino.”

Desse modo, era preciso então algo que enquadrasse como um disfarce para que o hormônio conseguisse passar pelo sistema digestivo relativamente intacto. Há alguns anos Doyle criou uma maneira de utilizar a vitamina B12 como um transporte para a entrega via oral do hormônio insulina. A vitamina é competente  para atravessar o sistema digestivo com certa facilidade e com ela levar a insulina, ou outros componentes para o fluxo sanguíneo.

Da mesma maneira, os cientistas sobrepuseram o PYY à B12. “A fase um do estudo demonstrou que poderíamos levar quantias clinicamente relativas de PYY ao sangue”, diz Doyle. “Os resultados foram muito animadores.”

Continuar Lendo  Velozes e Furiosos 8 fotos e vídeos das filmagens

A próxima etapa envolve descobrir maneiras de introduzir a substância dentro dos chicletes ou de cápsulas orais. O objetivo é desenvolver um complemento nutricional para auxiliar na redução de peso, como já citamos ele agirá do mesmo modo que  o chiclete auxilia pessoas que fumam a parar de fumar.

“Se tivermos sucesso, o chiclete com PYY será uma maneira natural de perder peso”, diz Doyle. “Eles poderiam comer uma refeição balanceada, depois mascar um chiclete. O suplemento de PYY iria começar a ter efeito dentro de três a quatro horas, diminuindo o apetite conforme chega o horário da próxima refeição.”

Top