Pesquisa descarta hipótese que 27 anos seja ‘idade maldita’ para estrelas musicais

Artista como Amy Winehouse, Kurt Cobain, Jimi Hendrix, Janis Joplin e Jim Morrison faleceram aos 27 anos, uma coincidência que atualmente uma pesquisa se…

Por Editorial MDT em 23/12/2011

Imagem: (Foto Divulgação)

Artista como Amy Winehouse, Kurt Cobain, Jimi Hendrix, Janis Joplin e Jim Morrison faleceram aos 27 anos, uma coincidência que atualmente uma pesquisa se incumbe de comprovar que esse fenômeno não passa de um mito.

Embora a popularidade pode elevar o risco de morte dos músicos ainda jovens, provavelmente devido a uma vida de abusos, esse risco não se restringe aos 27 anos, dizem os autores da pesquisa, divulgada nesta terça-feira (20), no ‘British Medical Journal’.

Os especialistas, da Universidade de Queensland na Austrália, apontam que os músicos populares têm expectativa duas ou três vezes maior de morrerem entre 20 e 30 anos.

Desde o século passado, mais de 40 intérpretes passaram a acreditar no chamado ‘Clube dos 27’, unidos por artistas famosos mortos com essa idade considerada ‘maldita’. Alguns faleceram em incidentes, outros se suicidaram e boa parte sofreu uma overdose de drogas e álcool.

Os pesquisadores colocaram toda prova a questão do ‘Clube dos 27’ ao analisar o índice de mortalidade entre 1.046 artistas que puseram pelo menos um álbum no topo das paradas britânicas entre século XIX e o século XX.

Ao longo desse período morreram 71 deles (7%), incluindo artistas melódicos, populares do Havy Metal, roqueiros e até intérpretes dos Muppets.

Os autores realizaram uma pesquisa para computar a incidência dos 27 anos nos falecimentos e, concluíram que as chances de morte não se aproximam dessa idade, mesmo os 20 e 30 anos sendo maior entre a população total.

Além disso, também foi verificado muitas mortes entre cantores que tinham entre 20 e 40 anos na década de 70 e no começo de 80.

Inacreditavelmente, não ocorreram mortes neste grupo no final dos anos 80, algo que pode ser relacionado  à melhora nos tratamentos de drogas ou à mudança de estilo musical, o qual passou do hard rock da década de 70 ao pop de 80.

Desse modo,  a pesquisa constatou que o ‘Clube dos 27’ não passa de um mito, porém alerta sobre o maior risco de morte entre 20 e 30 anos.

Top