Perigos do uso de paracetamol em excesso

Você conhece os Perigos do uso de paracetamol em excesso? Um grupo de pesquisadores da cidade de Leeds, na Inglaterra alertou nesta terça feira, 3,…

Você conhece os Perigos do uso de paracetamol em excesso? Um grupo de pesquisadores da cidade de Leeds, na Inglaterra alertou nesta terça feira, 3, os riscos que as pessoas correm quando fazem uso prolongado do paracetamol, o mais popular entre os analgésicos. Doentes crônicos que recorrem ao medicamento, usualmente, pessoas que costumam ingeri-la diariamente e em grande quantidade por vários anos, tendem a aumentar o risco de morrer ou então desenvolver problemas renais, intestinais e cardíacos, afirmaram estudos.

Confira: Dicas para aliviar dor de barriga

Perigos do uso de paracetamol em excesso - Foram divulgados novos riscos que o uso em excesso do paracetamol podem trazer a saúde (Foto: Divulgação)

Perigos do uso de paracetamol em excesso

Além da pesquisa feita na Inglaterra sobre os perigos do uso de paracetamol em excesso, outras pesquisas foram feitas no Estado de Minas e concluíram que o remédio também trás alto risco de problemas cardiovasculares. O risco de hemorragia gastro-intestinal e outros efeitos colaterais no intestino chegou ao máximo de 49%. Em todos os caso, os riscos se relacionavam com a quantidade de remédio ingerido.

Segundo o hepatologista Raymundo Paraná, professor da Faculdade de Medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia), não é preciso alarde, pois o paracetamol só causa intoxicação quando ingerido em excesso, ou seja, se forem consumidos mais de 3 ou 4 gramas diários da droga, o equivalente a seis comprimidos de 500mg. Além disso, é um medicamento de uso pontual, utilizado para controlar sintomas como dor de cabeça e febre, por exemplo, e não de uso prolongado.

Leia também: Remédio para resfriado na gravidez

Overdose: o consumo excessivo de paracetamol pode causar danos ao fígado (Foto: Divulgação)

O que ocorre é que nos Estados Unidos, Inglaterra e Dinamarca essa droga é utilizada de forma abusiva, sem nenhum controle e muitas vezes associada a outros medicamentos, o que aumenta os riscos de intoxicação. No Brasil existem poucos relatos de toxicidade grave pelo paracetamol. Mesmo diante da epidemia de dengue, quando esse medicamento é amplamente utilizado, não existem estudos que demonstrem com clareza que a toxicidade pelo paracetamol seja um problema de maior relevância para a saúde pública do país.

Leia Também:  Ingestão em excesso de paracetamol pode acarretar sérios problemas a saúde

O uso seguro do paracetamol

O paracetamol é uma droga metabolizada no fígado. O medicamento segue por uma via na qual gera 90% de uma substância não tóxica, que não causa nenhum risco ao organismo. O composto que resta desse processo é  tóxico, mas quando a dose de paracetamol ingerida é baixa, o corpo consegue expeli-lo normalmente.

O paracetamol, assim como qualquer outro remédio, deve ser ingerido apenas com supervisão médica. (Foto: Divulgação)

Entretanto, quando há uso abusivo da droga, o paciente consome álcool com certa frequência ou toma certos tipos de medicamentos, há uma sobrecarga nessa via “segura” e seu funcionamento fica comprometido. Nesse caso, um caminho alternativo é ativado, dentro do próprio fígado, gerando uma substância tóxica.

O paracetamol, assim como qualquer outro remédio, deve ser ingerido apenas com supervisão médica. Normalmente, cada comprimido contém cerca de 500 mg de paracetamol e recomendações gerais indicam que adultos podem ingerir até, no máximo, dois comprimidos a cada quatro ou seis horas – um máximo de oito comprimidos por dia.

Leia mais: Overdose de analgésicos: saiba mais

Cada comprimido contém cerca de 500 mg de paracetamol e recomendações gerais indicam que adultos podem ingerir até, no máximo, dois comprimidos a cada quatro ou seis horas - um máximo de oito comprimidos por dia. (Foto: Divulgação)

É importante que diante aos perigos do uso de paracetamol em excesso comprovados cientificamente, as pessoas e médicos se conscientizem que seu uso deve ser feito com cuidado.

 

Top