Peeling para diminuir a oleosidade dos cabelos

O peeling capilar age de maneira semelhante ao peeling da pele. O procedimento na pele consiste em aplicar nela uma substância que cause um…

O peeling capilar age de maneira semelhante ao peeling da pele. O procedimento na pele consiste em aplicar nela uma substância que cause um leve atrito e, por meio de suaves massagens, tal atrito com a pele irá remover dela sujeiras mais profundas, vestígios de cosméticos ou outros produtos, bem como as células mortas (já que estas se renovam constantemente). O hábito de esfoliar limpa a região, promovendo brilho e facilitando, inclusive, a penetração dos ativos de outros produtos. O peeling capilar é semelhante e visa limpar o couro cabeludo. Saiba como usar o peeling capilar para diminuir a oleosidade dos cabelos.

O peeling oferece inúmeros benefícios, inclusive para combater oleosidade (Foto: Divulgação)

Peeling para cabelos oleosos

Por meio de produtos específicos, o peeling para cabelos promove uma limpeza profunda no couro cabeludo. Enquanto a maioria dos cosméticos ou tratamentos oferece melhora aos fios, este procedimento age diretamente na base deles, que é o couro cabeludo.

Poluição, produtos químicos, sol, cloro, poeira ou sal marinho, tudo isso contribui com o acúmulo de substâncias nocivas ao couro cabeludo, bem como com os danos aos próprios fios. O peeling, então, promove limpeza, por meio de uma leve esfoliação da pele, removendo o que é desnecessário e abrindo caminho para o que é bom.

Os fios ficam mais saudáveis, porque o couro cabeludo é tratado (Foto: Divulgação)

O peeling para cabelos oleosos é uma alternativa, na vida de quem sofre com o excesso de sebo, produzido pelas glândulas. Ele é adstringente, tem ação bactericida, acalma a pele e a limpa profundamente, diminuindo a oleosidade do couro cabeludo. Além disso, é feita uma massagem suave na pele, ativando a circulação – o que contribui, também, com o combate à queda de fios.

Leia Também:  Cintos de metal: como usar, dicas

O peeling para diminuir oleosidade, bem como para tratar outros problemas dos cabelos, pode ser feito a cada 15 dias, em salões de beleza.

Peeling capilar feito com argila

A argiloterapia tem sido cada vez mais empregada no dia a dia de quem se preocupa com a beleza e saúde. As substâncias presentes na argila pura e limpa são capazes de promover melhoras notáveis na pele e nos cabelos. Há quem use a argila para tratar o organismo, consumindo-a, com água. Porém, não indicamos a adesão a um hábito tão peculiar, sem orientação adequada.

Os produtos usados no peeling são específicos para o tratamento (Foto: Divulgação)

Porém, na parte externa do corpo, sabe-se que a argila (pura e higienizada) só traz benefícios e, por isso, ela também tem sido muito usada para combater problemas no couro cabeludo. O peeling com argila em cabelos oleosos tem conquistado adeptos, a cada dia. Por ser rica em oligoelementos e sais minerais, a argila tem ação antibactericida, anti-inflamatória, antisséptica e regeneradora, promovendo limpeza profunda e diminuindo a caspa, a oleosidade e a seborreia.

Top