Pedras nos rins: como evitar, cuidados

Quem já passou pelo grande transtorno dos cálculos renais, também conhecidos como pedras nos rins, sabe que a dor causada por eles é intensa.…

Quem já passou pelo grande transtorno dos cálculos renais, também conhecidos como pedras nos rins, sabe que a dor causada por eles é intensa. Normalmente, a pessoa que já sofreu as fortes cólicas passa a se cuidar muito mais, pois o receio tê-las, novamente, é muito grande. Nesta época do ano, com temperaturas tão altas e calor intenso, aumentam os casos de cálculos renais, no Brasil. Saiba como evitar pedras nos rins.

A alimentação saudável também evita a formação de cálculos renais (Foto: Divulgação)

Desidratação é o principal fator de risco

Com o calor intenso, nosso corpo transpira muito mais, perdendo nutrientes e se desidratando. É de extrema importância repor a água perdida, para evitar pedras nos rins. Quando se bebe pouco líquido, pode haver um excesso de precipitação de cristais no sangue que, ao passar pela filtragem nos rins, acumula-se nele.

Os cálculos renais também podem ser resultado de fatores genéticos e da má alimentação. As chances de uma pessoa ter pedras nos rins, quando alguém da família os tem com frequência são consideráveis. Sucos industrializados, carnes vermelhas, excesso de sal e frituras na alimentação facilitam a formação de cálculos.

Hidratar o corpo é o cuidado mais importante (Foto: Divulgação)

Quando os cálculos renais se formam, é muito difícil descobrir que estão nos rins. Em geral, a dor aparece quando as pedrinhas saem do rim e caem nas vias urinárias. A sua movimentação causa dor intensa – a chamada cólica renal. As cólicas são muito fortes e podem vir acompanhadas de náusea e vômitos.

Os cálculos podem, também, ferir as vias urinárias. Por isso, muitas pessoas com cólicas de rim apresentam sangramento na urina. Portanto, é preciso procurar um médico, rapidamente, para prevenir-se contra infecções mais graves.

Continuar Lendo  Hábitos saudáveis que evitam a pedra no rim

Em geral, o paciente toma medicamento por via venal, que alivia as dores. Porém, é preciso fazer exames específicos, a fim de averiguar as medidas dos cálculos. Quando são muito pequenos, podem sair naturalmente, em meio à urina. Porém, nos casos de pedras grandes nos rins, é preciso fazer uma intervenção cirúrgica.

Cuidados para prevenir pedras nos rins

Dores das cólicas renais são intensas (Foto: Divulgação)

Além da alimentação saudável, o cuidado mais importante para a prevenção de cálculos renais é a hidratação do corpo, com água, límpida e natural. Dois litros diários, pelo menos, diminuem muito as chances de se ter pedras. Pode-se calcular a quantidade da seguinte forma: 30 ml de água, para cada quilo corporal. Além disso, é importante dar preferência a alimentos saudáveis, com muitas frutas, legumes e verduras. As frutas cítricas são ainda melhores, pois elas contêm citrato, que impede a formação de cálculos.

Também é muito importante observar a cor da urina. Quanto mais clara ela for, melhor será. Caso se note que a sua coloração está alterada (amarelada demais ou escura) ou existe dor, ao urinar, é sinal de algo pode estar errado, nos rins.

Top