Pediatras advertem: Colocar travesseiro em berço pode ser perigoso

Pais de crianças de menos de 1 ano não devem deixar protetores, almofadas e travesseiros nos berços. A indicação da AAP (Academia Americana de…

Imagem: (Foto Divulgação)

Pais de crianças de menos de 1 ano não devem deixar protetores, almofadas e travesseiros nos berços. A indicação da AAP (Academia Americana de Pediatria), faz parte da atualização das instruções de segurança do sono para crianças nessa faixa etária, o qual tem o escopo de diminuir os riscos de morte por sufocamento.

Nas mesmas instruções a AAP aconselha a vacinação e a amamentação para reduzir o risco de morte repentina infantil. De acordo com pesquisas, duas atuações diminuem pela metade a probabilidade de esse tipo de morte acontecer.

“É difícil saber quando um bebê foi vítima de morte súbita verdadeira ou de sufocamento. Portanto, quando se trata de segurança do sono, temos de combater os fatores de risco para ambos”, diz o pediatra Michael Goodstein, membro da força-tarefa que elaborou as diretrizes.

As orientações anteriores também continuam valendo, como colocar a criança para dormir de barriga para cima.  Desde que esse princípio passou a ser regra nos Estados Unidos, em 1992, os casos de morte repentina reduziram para 53%.

No Brasil, o assunto só passou a ser avaliado em 2009, quando a Pastoral da Criança espalhou uma campanha divulgando fotos de bebês usando vestes com os dizeres “este lado para cima”. Na época surgiu uma discussão entre os pediatras, os quais tinham receio de que a criança sufocasse caso tivesse refluxo, já que o costume por aqui era colocar as crianças para dormir de lado, conta Magda Nunes, coordenadora do núcleo permanente de Estudos do Sono da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria).

Top