Pássaros mais exóticos do mundo

A natureza é incrível e normalmente nós só conhecemos os pássaros mais comuns que vivem nas cidades com Bem-te-vi, Pardal, João-de-Barro, Sabiá, entre outros.…

A natureza é incrível e normalmente nós só conhecemos os pássaros mais comuns que vivem nas cidades com Bem-te-vi, Pardal, João-de-Barro, Sabiá, entre outros. Porém dos pássaros mais exóticos do mundo os que você conhece provavelmente são poucos, se não nenhum.

 

Vivemos em um mundo incrível onde não conhecemos nem metade da natureza e espécies que nos cercam. Pássaro da foto: Urutau (Foto: Divulgação)

Pássaros mais exóticos do mundo

Com diferentes mecanismos de defesa, cheiros estranhos, aparência feia e bonita, conheça esses pássaros excêntricos da mãe natureza.  Confira os pássaros mais exóticos do mundo:

Fulmar-glacial

É uma ave marinha por seu cheiro horrível. Seu nome significa Gaivota Suja e até mesmo seus ovos são fedidos.
omo eles não podem voar ou correr, o pássaro desenvolveu um mecanismo de defesa um pouco nojento: quando ameaçados, eles expelem um vômito laranja brilhante, um óleo do seu estômago, que não só cheira mal, mas também gruda nas penas ou pêlos do predador. Este óleo faz com que as penas das aves predadoras se tornem opacas, perdendo suas propriedades isolantes, e o predador pode morrer de exposição ou afogar-se.

Poupa

Encontrada na África, na Europa e na Ásia, a Poupa também não tem um cheiro muito agradável e têm uma glândula especial perto do ânus, que produz uma substância com odor fétido. O pássaro esfrega essa substância em suas penas, cobrindo seu corpo inteiro com um cheiro semelhante ao de carne podre. A poupa tem um vôo semelhante ao de uma borboleta.
Coruja-buraqueira

Essas corujas fazem seus ninhos em buracos e frequentemente usam tocas abandonadas de outros animais. Encontradas em pradarias e desertos do Canadá à Patagônia essa coruja defende seus filhotes imitando o som de cascavel quando encurraladas dentro de sua toca. Porém esse mecanismo de defesa é inútil com as cascavéis por que elas são surdas então não ouvem nem seus próprios chocalhos.

Continuar Lendo  Como fazer massagem no bicho de estimação

Pitohui encapuzado

São pássaros venenosos que se alimentam de certos tipos de besouro que contém uma nerotoxina alcalóide potente,conhecida como batracotoxina (o mesmo veneno encontrado na pele de sapos venenosos). Ao comer estes besouros, os pássaros tornam-se venenosos e concentram a toxina em suas próprias penas e pele. Eles são conhecidos como “pássaros do lixo”, já que sua toxicidade os torna não-comestíveis. O Pitohui encapuzado é encontrado na Nova Guiné.

Coruja mascarada africana

A coruja mascarada faz seu melhor para se assemelhara um toco de árvore assim como o urutau pra escapar da atenção do predador.

Urutau

Encontrado principalmente na América Central e do Sul e no México, estes predadores noturnos também são conhecidos como “aves fantasmas” por causa de sua camuflagem extraordinária.

Jacu-cigano

O Jacu-cigano é diferente em muitas maneiras: por exemplo, se alimenta de folhas de árvore, uma dieta muito estranha para um pássaro, e usa a fermentação bacteriana para digerir a comida, muito parecido com uma vaca. Devido a isso, a ave tem um odor muito forte, como cheiro de estrume. Pode ser encontrado nas florestas tropicais da América do Sul.

Cuco-canoro

O cuco-canoro coloca seus ovos nos ninhos de outras aves. Quando o cuco bebê nasce, ele destrói os ovos ou filhotes do ninho emprestado, eliminando qualquer concorrência e crescendo rapidamente até um tamanho imenso em relação aos seus pais adotivos.

Caburé

Corujas do tamanho de punhos são caçadoras de aves qualificadas, conquistando presas até o dobro de seu tamanho. Portanto, são temidas por todos os outros pássaros pequenos em seu território. A fim de proteger-se do assédio, a coruja tem dois pontos na parte de trás de sua cabeça que lembram olhos

Continuar Lendo  Sinais de que o cão não está bem de saúde

Borrelho-de-dupla-coleira

O borrelho-de-dupla-coleira é uma ave muito barulhenta, encontrada principalmente no Canadá, nos EUA e no México. Eles fazem ninho no chão, por isso seus ovos e filhotes são especialmente vulneráveis a predadores. A fim de proteger o ninho, os adultos desenvolveram uma técnica inteligente. Quando um predador como gato, raposa ou cachorro aborda o ninho, o pássaro adulto se afasta do ninho, arrastando uma de suas asas como se estivesse quebrada, agindo desesperadamente. A maioria dos predadores persegue o adulto aparentemente indefeso, em vez de se aproximar do ninho. Se o predador continua a se aproximar do ninho, no entanto, o adulto “ferido” se aproxima do predador até ganhar sua atenção.

Top