Passaporte com validade pós-viagem: saiba mais

No final de julho, o Conselho da União Europeia alterou algumas regras para que os estrangeiros tenham acesso ao velho continente. Uma das obrigatoriedades…

No final de julho, o Conselho da União Europeia alterou algumas regras para que os estrangeiros tenham acesso ao velho continente. Uma das obrigatoriedades é o passaporte com validade pós-viagem.

O que é o passaporte com validade pós-viagem?

O novo critério para passaportes altera algumas condições do documento, afinal, ele passa a necessitar de uma validade adicional de três meses. O prazo começa a ser contado a partir do dia em que o turista deixa a Europa.

A medida que determina a validade pós-viagem é válida para todos os países e faz parte do Tratado de Schengen. Este acordo foi assinado pelas nações da União Europeia com o objetivo de estabelecer algumas obrigatoriedades aos estrangeiros.

Até poucos dias atrás, a validade do passaporte precisava cobrir pelo menos o último dia de viagem na Europa. No entanto, com a alteração, os viajantes terão que ficar atentos à documentação, caso contrário, serão barrados nos aeroportos.

O viajante só poderá viajar com o passaporte prestes a vencer se conseguir provar uma situação de emergência. Outra obrigatoriedade para o documento valer é a emissão há menos de 10 anos.

A regra do passaporte com validade pós-viagem vale para todos os países que integram o Tratado de Schengen, ou seja, Alemanha, Austria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Romênia e Suécia.

Brasileiros na Europa

Em outubro de 2012, os brasileiros foram beneficiados com a isenção de vistos para países europeus. O acordo dispensa a autorização da embaixada em 25 nações que integram a União Europeia. Apenas o Reino Unido e a Irlanda ficaram fora da isenção. Vale ressaltar que a necessidade de visto só é dispensada em casos de viagens com duração inferior a três meses, mas existe a opção de estender o prazo para seis meses.

A maioria dos países europeus não exige visto, mas requer o cumprimento de algumas exigências, como ter um seguro de saúde e recursos financeiros suficientes para se manter no território. Se for solicitado, o viajante também deve comprovar a sua hospedagem.

Antes de fazer uma viagem para a Europa, o brasileiro deve buscar informações no consulado do país destino. Também é fundamental verificar a validade do passaporte, afinal, o documento requer renovação após 5 anos.


Top