Parábola, Escrevendo Certo por Linhas Tortas

Seguindo com a série Parabólas, eis mais uma muito interessante…

Num reino distante, havia um rei ateu que não acreditava em Deus. Um dos seus servos sempre dizia:

– Alteza, confie em Deus por que Ele existe e é bom !

Um dia, o rei saiu para caçar e entre seus homens ia seu servo de confiança. De repente, o rei e seu servo foram acuados por um grande leopardo.

Quando o leopardo atacou o rei, o servo conseguiu atingi-lo e matá-lo de um só golpe, porém não conseguiu evitar que a majestade perdesse o dedo mínimo da mão esquerda.

O rei furioso e sem mostrar gratidão, gritava:

– E agora, o que você me diz? Deus existe e é bom? E como fui perder meu dedo?

O servo placidamente lhe respondeu:

– Meu rei, apesar de tudo, posso lhe dizer que Deus existe e salvou as nossas vidas.

Indignado com aquela resposta, o rei mandou prender o servo numa cela no calabouço.

Tempos se passaram, e o rei saiu novamente para outra caçada e, desta vez, foi atacado por canibais. O rei foi capturado e levado para ser servido num grande banquete oferecido aos deuses dos selvagens. Estava prestes a ser levado para o aldeirão quente quando o sacerdote dos canibais, ao examiná-lo, observou furioso:

– Este homem é defeituoso. Falta-lhe um dedo. Não pode ser sacrificado.

Imadiatamente o rei foi solto, e chegando ao palácio, mandou liberar seu servo e pediu que viesse vê-lo. Ao encontrar o servo, abraçou-o dizendo:

– Meu caro, Deus realmente existe e foi bom comigo. Hoje escapei da morte justamente por que não tinha um dos dedos.

E Continou:

– Mas ainda tenho uma dúvida: se Deus realmente existe, por que permitiu que você fosse preso de maneira tão cruel, logo você que é tão crente?

O servo sorriu e disse:

– Meu rei, se eu estivesse livre, teria ido com Vossa Majestade á caçada e seria sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum.

Moral da Parábola

Na vida, mesmo que aconteça o pior, poderia ser pior ainda.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

2 Comments - Add Comment

Reply