Palmeiras vence o Ceará, encerra jejum e ameniza a crise

Zagueiro Thiago Matias, ex- Palmeiras, marcou contra e garantiu a vitória do Verdão. Time de Felipão segue na luta por vaga na Libertadores

Com boa atuação, atacante Luan ajudou o Palmeiras a vencer o Ceará

O Palmeiras fez por merecer, derrotou o Ceará por 1 a 0, no Canindé, e acabou com o jejum de cinco partidas sem vencer. A vitória serviu ainda para aproximar a equipe alviverde do G-5 do Brasileirão. Vivo na luta por uma vaga na Libertadores, o Verdão soma 38 pontos e está a apenas dois do Fluminense, quinto colocado.

Por outro lado, a derrota deixa o Ceará na 16ª posição, com 27 pontos, e segue bastante ameaçado pelo rebaixamento

Verdão no ataque!

O primeiro tempo foi de ataque contra defesa. Desesperado por uma vitória, o Palmeiras pressionou bastante o Ceará durante os primeiros 45 minutos. Com um lado esquerdo mais ligado na partida, o Verdão chegava apostando no apoio de Gabriel Silva e na disposição de Luan, que atormentava a zaga cearense. Apesar de dominar as ações da partida, o time alviverde sentia falta de um meia para organizar as jogadas ofensivas. Tinga, único meia de origem, participou pouco do jogo e novamente não justificou sua presença em campo.

Aos 17 minutos, lance polêmico no Canindé. Gabriel Silva cruzou e Thiago Matias cortou a bola com a mão, mas o árbitro ignorou o lance e mandou a partida seguir. Melhor em campo, o Palmeiras chegou com perigo aos 21 minutos. Fernandão fez boa jogada individual e soltou a bomba para defesa de Fernando Henrique.

Quatro minutos depois, Luan recebeu pela esquerda, bateu e Fernando Henrique salvou novamente os cearenses. O Palmeiras permanecia em cima e reclamou de mais um pênalti aos 32. Fernandão invadiu a área, deu corte no zagueiro e foi atropelado. Porém, novamente o árbitro errou e deixou o jogo seguir.

A pressão alviverde seguia e o goleiro Fernando Henrique complicava a vida do Verdão.  Aos 36, Fernandão bateu e o goleiro do Ceará fez mais uma ótima defesa.  Um minuto depois, Luan pegou uma sobra na área e soltou o pé para mais uma defesa espetacular de Fernando Henrique.

Leia Também:  Botafogo aposta no Engenhão para se recuperar

De tanto atacar, o Palmeiras, enfim, abriu o marcado aos 43 minutos. Márcio Araújo cruzou, Luan cabeceou e o zagueiro Thiago Matias, que iniciou a carreira no Palmeiras, desviou contra o próprio gol e marcou a favor de seu ex-clube: 1 a 0 Palestra.

Pouca qualidade na segunda etapa

O Palmeiras continuava melhor em campo também na etapa complementar.  Apesar de não atacar com a mesma intensidade, o time alviverde criava as melhores chances. Logo aos dois minutos, depois de bate rebate na área, Kléber emendou uma bicicleta e acertou o travessão. Sem demonstrar muito poder de reação, o Ceará se limitava a levantar bolas na área para os grandalhões Roger e Washington. Mas sem sucesso.

A partir dos 10 minutos, o ritmo do jogo caiu e só aos 25, o Verdão voltou a ameaçar. Luan arriscou de direita e Fernando Henrique, o melhor em campo, evitou o segundo gol do Verdão.

Aos 32, quem teve a chance de matar o jogo foi Márcio Araújo. Após falha grotesca do zagueiro Fabricio, Kléber recuperou a bola e rolou para Márcio Araújo dentro da área, mas o lateral improvisado demorou a finalizar e foi travado pela zaga do Ceará.

Aos 36, o Palmeiras assustou novamente os cearenses. Gabriel Silva cruzou, Fernandão dividiu e a bola sobrou para Luan, que bateu e a bola explodiu na zaga.

Aos 40 minutos, Maikon Leite, que havia entrado no lugar de Fernandão, quase ampliou.  Num contra-ataque rápido, Kléber rolou para o atacante driblar o goleiro bater, mas o zagueiro salvou em cima da linha.

No último lance do jogo mais um lance polêmico. Heleno cruzou e Luan interceptou a bola com a mão. Mas, a exemplo do critério utilizado na primeira etapa, o árbitro não marcou a infração.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1X0 CEARÁ

PALMEIRAS: Deola; Márcio Araújo, Maurício Ramos, Henrique e Gabriel Silva; Chico, Marcos Assunção (Thiago Heleno), Tinga (João Vitor) e Luan; Kleber e Fernandão (Maikon Leite). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Leia Também:  Pacotes, Oceani Resort, CE - CVC 2012

CEARÁ: Fernando Henrique; Boiadeiro (Thiago Humberto), Fabrício, Thiago Matias e Vicente; Michel (Eusébio), Heleno, João Marcos e Rudnei; Roger (Marcelo Nicácio) e Washington. Técnico: Estevam Soares.

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)

Renda/público: R$ 189.789,00 e 6.629 pagantes

Cartões amarelos: Marcos Assunção, Luan e Chico (PAL); Heleno e Roger (CEA)

GOLS: Thiago Matias (contra), 43’/1ºT (1-0);

Top