Padrinhos dos filhos: como escolher

O batizado é um momento muito importante na vida de uma pessoa. Ao pé da letra, o ritual é um sacramento que abre caminho…

O batizado é um momento muito importante na vida de uma pessoa. Ao pé da letra, o ritual é um sacramento que abre caminho para a salvação, mas para muitas famílias, não tem apenas um sentido religioso.

Os padrinhos de batismo ajudam na criação da criança. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Roupas de batizado para crianças: como escolher

O papel dos padrinhos de batismo

A cerimônia de batizado reúne os pais do bebê, o sacerdote e um casal de padrinhos. A água borrifada no rito simboliza a purificação. O momento costuma envolver orações e transforma o bebê em um cristão, mesmo ele tendo poucos dias de vida.

Os padrinhos de batismo acompanham o sacramento de perto e ali selam uma responsabilidade com os pais, com a criança e com Deus.

Se por acaso o pai ou a mãe faltar, cabe ao padrinho e a madrinha cuidar da criança, zelando pelo seu bem-estar e a sua educação. Com uma responsabilidade tão grande depositada em duas pessoas, é importante que elas sejam confiáveis, próximas e afetuosas.

Dicas para escolher os padrinhos dos filhos

Os padrinhos precisam ser pessoas responsáveis e próximas da família. (Foto:Divulgação)

Confira algumas dicas para escolher o melhor casal de padrinhos para o batizado do filho:

• Se os pais pretendem batizar o bebê na Igreja Católica, os padrinhos precisam ter todos os sacramentos e seguir os preceitos cristãos. Também é importante que sejam maiores de 16 anos;

• O casal de padrinhos não precisa ter necessariamente um vínculo familiar com a criança, mas este fato costuma fortalecer a responsabilidade;

• O padrinho e a madrinha possuem a função de ficar no lugar dos pais se um dia eles faltarem. Por isso, é importante usar o bom senso para escolher um casal jovem e bem estruturado para dar conta do recado;

Leia Também:  Lavabos com papel de parede

• Se a pessoa negar o convite de apadrinhar o bebê, os pais devem agradecer pela honestidade e sinceridade. Nem todo mundo está preparado para assumir a responsabilidade designada ao papel de madrinha e de padrinho;

• No caso da Igreja exigir um curso de batismo, os padrinhos precisam ser informados antes de aceitar o convite;

Os pais devem escolher um casal jovem para apadrinhar os filhos. (Foto:Divulgação)

• O padrinho será o segundo pai da criança e a madrinha, a segunda mãe. Desta forma, os pais devem ter ciência para escolher pessoas responsáveis e que realmente vão participar dos momentos mais importantes do filho;

• Os padrinhos não servem apenas para dar bons presentes, como muitas pessoas pensam. Eles também precisam ter valores morais e religiosos para servir de exemplo para a criança;

• Os padrinhos que possuem uma boa conduta estão aptos a participar da criação do afilhado e dar conselhos;

• No caso dos padrinhos não pertencerem à mesma religião, eles devem estar cientes das necessidades do rito e o padre deve ser informado;

• A etiqueta diz que, após o batizado, os pais devem dar um presente aos padrinhos.

 Veja também: Decoração para festa de batizado: dicas, fotos

Top