Os problemas que impedem o Palmeiras de embalar

Principais jogadores do time, Kléber e Valdívia foram responsáveis por apenas cinco gols do time no Brasileirão Um elenco limitado tecnicamente, poucas opções de…

Kléber não marca pelo Palmeiras no Brasileirão há 18 partidas

Principais jogadores do time, Kléber e Valdívia foram responsáveis por apenas cinco gols do time no Brasileirão

Um elenco limitado tecnicamente, poucas opções de reposição, frequentes lesões e o baixo rendimento de “ídolos” atrapalham o Palmeiras no Brasileirão. Caros e badalados pela torcida e por grande parte da mídia, Valdívia e Kléber pouco têm feito pelo time neste nacional.

Fora de muitas partidas por lesões, suspensão e períodos servindo a seleção chilena, Valdívia não tem correspondido ao esforço financeiro feito pelo clube para repatriá-lo. Neste Brasileirão, por exemplo, é raro ver o Mago em campo com a camisa 10 do Palmeiras. Das 23 partidas disputadas pela equipe alviverde no campeonato, ele só esteve presente em oito. Nas poucas vezes que entrou em campo marcou um gol, levou quatro cartões amarelos e não deu nenhum passe para gol.

Na mesma linha aparece o “Gladiador” Kléber, que tem tido espaço na mídia mais por conta de polêmicas do que pelo que produz dentro das quatro linhas. Em meio a confusões sobre uma possível transferência para o Flamengo, eventual pedido de aumento e discussões em público com os mandatários alviverdes, o atacante tem tido um aproveitamento pífio em campo. Considerado o principal atacante da equipe, Kléber marcou apenas três gols em 15 partidas, menos do que o contestado Luan, que tem sete tentos, e o volante Marcos Assunção, que fez quatro. Além disso, é outro atleta que volta e meia desfalca a equipe por lesão ou suspensão.

Sem poder contar com os dois em boa parte da competição, o técnico Luis Felipe Scolari já cansou de repetir o quanto Kléber e Valdívia fazem falta ao time.

Leia Também:  Cruzeiro joga sua vida contra o rival Atlético Mineiro

Ambos já demonstraram ter qualidade e potencial para render bem mais, mas se levar em conta a relação custo-benefício dos dois “ídolos” palmeirenses, eles têm sido pouco eficientes ao time, fator que prejudica e muito a saúde financeira do clube e a questão técnica da equipe.

Números dos atletas no Brasileirão 2011
Valdívia – 8 Jogos, 1 gol, 0 assistência para gol e 4 cartões amarelos
Kléber – 15 jogos, 3 gols, 1 assistência para gol e 5 cartões amarelos

Top