Os perigos que a internet pode oferecer a vida da criança

Atualmente, as crianças parecem nascer sabendo utilizar a internet, pois com poucos anos de idade, elas já conseguem mexer no mouse, no teclado e…

Por Editorial MDT em 22/11/2011

Atualmente, as crianças parecem nascer sabendo utilizar a internet, pois com poucos anos de idade, elas já conseguem mexer no mouse, no teclado e até saber o que cada palavra significa na tela, mesmo que elas ainda nem saibam ler. No entanto, ao mesmo tempo em que há muitos benefícios nisso, saiba quais são os perigos que a internet pode oferecer à vida da criança.

O maior perigo encontrado na internet são os sites de relacionamento. Como as crianças são ingênuas, podem cair facilmente no papo de pessoas de má índole. Por isso, é preciso ter várias conversas sérias a esse respeito com elas. Além disso, sempre conheça os amigos dos seus filhos e peça para que eles te informem, a todo o momento, sobre os novos amigos que forem adicionados em suas redes sociais. Desse modo, os seus filhos podem se livrar de grandes malefícios que a internet pode trazer às crianças, como a pedofilia.

Várias crianças têm passado pelo que foi denominado de cyberbullying, que é o bullying feito via internet. Como é sabido, o bullying acontece quando as crianças são atacadas tanto moralmente quanto fisicamente por outras. No caso do cyberbullying, as outras crianças podem atacar os internautas enviando-lhes mensagens pejorativas pelas suas redes sociais, o que acaba desmoralizando-os diante de centenas de pessoas, ou seja, em frente a todos que estiverem na rede social deles. Por isso, muitas crianças tendem a ter problemas psicológicos sérios, que são manifestados na escola ou em casa.

Na internet, há muito conteúdo bom, que as crianças podem usar para fazer trabalhos escolares ou para alimentarem a sua cultura. No entanto, ela também oferece conteúdos perigosos como cenas de crimes, filmes para adultos ou conteúdos que ensinam como fazer bombas. Nesse caso, os pais optam por usar o artifício de colocarem filtros para selecionarem o que os seus filhos podem acessar ou por conversarem com eles a respeito de sites maliciosos. Geralmente, uma criança é capaz de compreender o ponto de vista dos seus pais, e tudo o que é proibido é mais gostoso. Portanto, se você usar o filtro, o seu filho poderá acessar o site de qualquer outro lugar, como a casa de um amiguinho.

Os jogos online estão cada vez mais violentos. Entretanto, não há como livrar os seus filhos dessa exposição. Para tanto, converse diariamente com eles sobre o assunto, a fim de que eles saibam como separar a realidade do mundo virtual. Além do mais, as crianças devem ter um limite de tempo para usufruírem desses jogos. Sendo assim, imponha um tempo limite por dia ou por semana para que eles fiquem em frente ao computador.

O computador veio para ajudar todo mundo. No entanto, como em tudo, existem pessoas de má índole que se aproveitam da tecnologia para fazer mal aos outros e, principalmente, às crianças. Por isso, saiba proteger os seus filhos desses males.

 

 

 

Top