Ortografia Oficial da Língua Portuguesa

A ortografia oficial da língua portuguesa é motivo de estudos para todos os brasileiros, isso porque suas regras influenciam na escrita e na interpretação…

Por Isabella Moretti em 29/03/2010

ortografia-oficial-da-lingua-portuguesa

A ortografia oficial da língua portuguesa é motivo de estudos para todos os brasileiros, isso porque suas regras influenciam na escrita e na interpretação do nosso idioma. As pessoas que não possuem conhecimentos ortográficos redigem textos de forma inapropriada e cometem erros imperdoáveis.

Desde que ingressamos na escola somos instruídos sobre as regras de ortografia e com o tempo conseguimos melhorar a habilidade para escrever. É natural que a criança no início de sua formação tenha dificuldade na hora de distinguir os sons da escrita (exemplo: ç e ss), mas exercícios ortográficos costumam ser úteis para fixar os conhecimentos. Já está comprovado que não há melhor maneira de aprender ortografia do que escrita e leitura.

Estávamos habituados a uma sistematização da língua, com regras estabelecidas e ensinadas nas escolas pelos professores de português. No entanto, com a reforma ortográfica sancionada em 2008, algumas mudanças foram agregadas ao sistema da língua.

Muitas dúvidas ainda existem sobre a ortografia da língua portuguesa, as pessoas ainda não se habituaram a reforma e aos poucos estão se familiarizando as regras. A forma de acentuar as palavras é a grande mudança proposta pelo acordo, agora os ditongos abertos em paroxítonas EI e OI perdem seus respectivos acentos agudos (exemplo: comeia, boia, geleia, paranoico, ideia). Outra regra de acentuação vigente é que o I e U tônicos depois de ditongos perdem o acento (exemplo: feiura, baiuca).

A nova ortografia oficial também extingue o uso do trema (¨), permitindo o emprego apenas em casos de palavras estrangeiras. O hífen também passou por modificações, regras que tornam o uso desse elemento gráfico um pouco mais complicado.

Todas as nações que adotam a língua portuguesa como idioma oficial estão em estágio de adaptação as regras, ou seja, o novo acordo ortográfico só será mesmo cobrado depois de 2012. As mudanças na ortografia não visam unificar a língua, mas criar uma sistematização que facilite a relação entre os países.

Além de acentuação, a ortografia também abrange conhecimento sobre o emprego das letras nas palavras, por isso é importante exercitar a escrita e consultar o dicionário em casos de dúvida. Para conhecer melhor as novas regras ortográficas, confira o Guia Prático da Nova Ortografia, elaborado por Douglas Tufano.

Top