Onde esquiar no Brasil?

Quando falamos em esqui logo imaginamos estações completas em diferentes lugares da América do Norte ou da Europa. Muitas vezes demoramos para nos lembrar…

Quando falamos em esqui logo imaginamos estações completas em diferentes lugares da América do Norte ou da Europa. Muitas vezes demoramos para nos lembrar de nossos vizinhos sul-americanos e nunca pensamos em um local de esqui no Brasil. Acontece que existe!

São Roque, no interior de São Paulo (cerca de 54 quilômetros da capital), possui a única estação de esqui do Brasil, a Ski Mountain Park. Com uma altitude de 1.200 metros e cercada pela mata atlântica, a pista apresenta um visual incomum. Infelizmente ela não tem neve: as pistas são compostas por placas de plástico, do tipo polietileno (como um carpete emborrachado) que estão cobrindo parte de uma montanha, e apresentam dois níveis – a de 100 metros, pouco inclinada para os iniciantes – e a de 400 metros, considerada de dificuldade média pelos padrões internacionais – com uma inclinação maior, para quem já tem alguma noção. Projetada nos anos 1970 por um gaúcho pioneiro do esqui no Brasil, a pista foi fechada em 1979. Mas quase 20 anos depois,em 1998, o parque foi reformado e a estação de esqui, reaberta. Além da estação de esqui, agora o parque também oferece outras atividades, como paintball, arco e flecha, passeio a cavalo, mini golf, trilha e arvorismo, entre outras! Em julho, época de maior movimento do parque, uma máquina joga neve artificial nas pistas. Essas pistas são usadas para a etapa nacional do campeonato organizado pela Confederação Nacional de Snowboard, sendo as outras etapas realizadas no Chile e na Argentina.

Essa exclusividade não deve durar muito tempo. Em Pindamonhangaba – também no interior de São Paulo, cerca de 156 quilômetros da capital – está sendo esperada a inauguração do Ski Club, com 40 mil metros quadrados distribuídos entre mais três pistas permanentes, com os níveis de dificuldades para esquiadores iniciantes, intermediários e avançados, e com neve artificial, criada por cinco máquinas importadas que transformam a água reaproveitada em neve, sem adição de produtos químicos para a manutenção e reutilizando a neve derretida para a fabricação de mais neve. Nos mesmos moldes de grandes estações de esqui da América do Sul, será mais uma opção para o brasileiro que quiser experimentar esse esporte sem precisar viajar ao exterior para isso. O terreno está localizado próximo ao pico de Itapeva, a uma altitude de 1.700 metros e tem um total de 3 milhões de metros quadrados, que também serão aproveitados em um amplo estacionamento, centrais de emergência, restaurantes, lojas de conveniência, lojas para aluguel de equipamentos.. enfim, sem dever nada para estações internacionais. Inclusive, a estação deverá receber competições internacionais, já que contará com uma área half pipe adequada segundo os padrões internacionais para receber esquiadores profissionais. A estação está projetada para acomodar, simultaneamente, até 5 mil esquiadores.

Continuar Lendo  Thiago Pereira busca 10º ouro em Pans para igualar recorde de Hugo Hoyama

Com a crise mundial, a inauguração dessa estação de esqui, que estava prevista para maio de 2009, infelizmente foi adiada por tempo indeterminado. A ideia inicial era levar esse projeto para o centro das atenções do inverno paulistano, Campos do Jordão. Mas por diversos motivos o projeto acabou ficando com Pindamonhangaba, vizinha de Campos do Jordão. Agora só nos resta aguardar e torcer para que logo a empresa retome as atividades e possamos contar com uma estação de esqui de qualidade aqui no nosso país.

 

Top