Óleos que ajudam a emagrecer

Estar firme na dieta e nos exercícios nem sempre é o suficiente para conferir os resultados esperados. Certas pessoas necessitam de um pouco mais…

Por Editorial MDT em 13/02/2012

Os óleos que ajudam a emagrecer podem ser encontrados em cápsulas.

Estar firme na dieta e nos exercícios nem sempre é o suficiente para conferir os resultados esperados. Certas pessoas necessitam de um pouco mais de auxilio para emagrecer e algumas substâncias retiradas da natureza podem dar um “empurrãozinho” e muitos médicos já adotam a fitoterapia como coadjuvante na perda de peso.

Esses medicamentos naturais têm efeito parecido aos da nova geração de alopáticos, que aceleram o metabolismo ou reduzem a absorção de gordura ou de carboidrato, sem interferir no sistema nervoso central. A grande vantagem das substâncias naturais é agir de maneira suave, respeitando o funcionamento do corpo humano.

Óleo de Coco

O saboroso fruto do coqueiro é originário da Índia Ocidental. Possui uma camada externa grossa e fibrosa, e no meio encontramos o coco, propriamente dito, com polpa branca e água.

Nessa fruta, praticamente tudo é aproveitado: a indústria alimentícia utiliza a polpa em larga escala. Até mesmo a casca pode ser direcionada para a fabricação de tecidos grossos, sacos e outros materiais.

As substâncias presentes no coco aumentam a capacidade metabólica do organismo, fazendo com que os alimentos sejam processados de forma mais rápida, aproveitando todos os nutrientes benéficos. Além disso, o óleo dessa fruta auxilia no funcionamento da tireoide, evitando problemas do campo hormonal relacionados a esse órgão. O óleo de coco é um grande aliado no combate aos radicas livres, ajudando no processo de rejuvenescimento da pele e já pode, inclusive, ser encontrado em cápsulas, tornando muito mais fácil seu uso.

O óleo de coco aumenta o metabolismo do organismo.

Óleo de Peixe:

O peixe é rico em um tipo de óleo chamado de ômega, uma gordura bem específica encontrada principalmente em peixe de água salgada e funciona como um alimento funcional, que ajuda a regular o nível de triglicerídeos em nosso organismo.

O ômega 3 auxilia na diminuição dos níveis de triglicerídeos e colesterol LDL (chamado popularmente de “colesterol ruim”) ,enquanto favorece o aumento do colesterol bom, o HDL. Além disso, o óleo de peixe é um grande aliado por possuir ação anti-inflamatória, prevenindo complicações no organismo.

É outro óleo que já pode ser encontrado em cápsulas, nas farmácias e mercados.

Óleo de Linhaça:

Famosa por ajudar a perder medidas, a linhaça costuma se ingerida em forma de farinha ou semente, que geralmente são acrescentadas em combinações de bebidas ou alimentos (principalmente em pães integrais). É um alimento rico em Ômega 3, Ômega 6 e Ômega 9.

A semente de linhaça tem 33 % de óleo em sua composição, que já está sendo indicado, por alguns médicos, para ser consumido durante a dieta de perda de peso, pelo fato de ser um óleo fibroso, auxiliando o trabalho intestinal além de combater o cansaço após atividades físicas intensas.

Óleo de Cártamo:

Para quem não conhece, o cártamo é um parente bem próximo do girassol que apresenta altos teores de óleos em suas sementes. Pode ser usado na formulação de cosméticos, na indústria bioquímica, na produção do biodiesel, como complemento alimentar (em forma de cápsulas) e suas flores também podem ser aproveitadas, por possuem propriedades corantes.

O óleo de cártamo é um antioxidante natural e possui propriedades que aceleram o metabolismo das gorduras, auxiliando no controle da obesidade. Também reduz a gordura localizada e auxilia o emagrecimento e controle do colesterol.

Os óleos são excelentes substâncias para ajudar no emagrecimento.

É importante lembrar que a procura por um profissional qualificado, para esclarecer eventuais dúvidas, é fundamental para garantir o sucesso da perda de peso, mas seguir as dicas pode ser um bom começo para ficar em dia com a balança.

Top