Óleo de avelã: benefícios, como consumir

Atualmente, muito tem se falado sobre as vantagens da inclusão de diferentes tipos de óleos na alimentação. As opções são muitas: óleo de coco,…

Atualmente, muito tem se falado sobre as vantagens da inclusão de diferentes tipos de óleos na alimentação. As opções são muitas: óleo de coco, de linhaça, de girassol, gergelim, borragem, entre outros. Dos óleos dos quais mais se tem discutido, está o óleo de avelã. Além de oferecer uma enorme quantidade de vitaminas, ácidos graxos e outras substâncias benéficas ao organismo, ele ainda dá sabor especial aos alimentos, podendo ser usado em muitas receitas. Veja alguns dos benefícios do óleo de avelã e saiba como consumi-lo.

O óleo de avelã combate doenças e pode ser usado na culinária (Foto: Divulgação)

Benefícios do óleo de avelã

A avelã é naturalmente oleaginosa. Por isso, ela possui grande porcentagem de gorduras que são benéficas ao nosso organismo. O óleo de avelã possui ótima concentração de ácido oleico, que ajuda a diminuir os níveis de colesterol e diabetes. Além disso, o poder anti-inflamatório do óleo (devido aos ácidos graxos) auxiliam na eliminação de gorduras.

Os benefícios do óleo de avelã, em relação à perda de peso, têm sido observados em muitos estudos atuais. Como as células de gordura são um tipo de processo inflamatório da pele, o produto ajuda a eliminá-las, conforme dito acima. Na alimentação, o óleo ajuda a diminuir o apetite, pois provoca também um aumento dos níveis de hormônios intestinais que induzem à saciedade.

Consumo pode ser diário, mas sem exageros (Foto: Divulgação)

O óleo de avelã também age como regulador de hormônios. Por isso, ele também é útil para quem sofre com os sintomas da TPM e da menopausa.

Devido aos ácidos graxos da família ômega 9, o óleo de avelã ajuda a diminuir o colesterol ruim e aumentar o colesterol bom. Além disso, a substância em rica em vitamina E – o que contribui para que se tenha uma pele mais bonita e saudável.

Leia Também:  Veja quando usar o batom para marcar a boca

Como consumir óleo de avelã

Apesar de todas as vantagens de consumo do óleo de avelã, é preciso ter cuidado com a quantidade diária ingerida. Por ser uma substância gordurosa, pode ser prejudicial, se consumida em excesso. Vale destacar que todos os seus benefícios podem ser adquiridos em uma pequena quantidade diária do óleo.

Em geral, não há efeitos colaterais graves, no consumo do óleo de avelã. Pessoas que costumam digerir mal a gordura podem sentir um leve desconforto; porém, não se trata de nada grave.

O óleo de avelã também auxilia no combate ao peso (Foto: Divulgação)

Ainda assim, é preciso ter cuidados e dosar o seu consumo. O ideal é que se tome 1 ou 2 colheres (café ou sopa), por dia. Pode-se tomar o óleo, diretamente, adicioná-lo às receitas diárias ou consumi-lo na forma de cápsulas.

O uso diário do óleo de avelã em receitas faz-se de forma semelhante a outros tipos de óleo da culinária. Porém, vale lembrar que, para que as propriedades da substância sejam realmente benéficas, é indicado não aquecer o óleo, como no caso das frituras.

Top