Ofertas de pós-Natal: saiba como aproveitar

O Natal terminou, mas as promoções só começaram. Com a intenção de acabar com os estoques, muitas redes do varejo, sites e lojas fazem…

Por Élida Santos em 28/12/2012

O Natal terminou, mas as promoções só começaram. Com a intenção de acabar com os estoques, muitas redes do varejo, sites e lojas fazem grandes queimas de estoque. Mas, para aproveitar tantas oportunidades de compras, é necessário tomar alguns cuidados antes e durante as aquisições. Produtos quase de graça não justificam, por exemplo, inflações do Código de Defesa do Consumidor. Confira abaixo outras dicas para fazer bons negócios nas ofertas pós-Natal.

Leia mais sobre: Saldão boxing week 2012, descontos pós natal

Aproveite as liquidações que são feitas após o Natal (Foto: Divulgação)

Estou comprando porque é necessário ou só pelo preço baixo?

A resposta da questão acima vai lhe ajudar a entender se realmente está fazendo o certo ao comprar um produto nas liquidações de Natal. Quem adquirir o item porque ele está sendo comercializado por um preço baixo pode estar fazendo uma grande besteira. Só vale a pena comprar produtos que realmente tenham utilidade, independente do preço. Avalie a real necessidade de ter aquilo, naquele momento e faça a escolha certa.

Economize pensando nas ofertas pós-Natal

Quem guarda dinheiro para comprar no final do ano pode estar fazendo um excelente negócio. Depois do Natal os preços de muitas coisas ficam menores. As grandes redes de varejo, por exemplo, fazem tradicionais liquidações atraentes, comercializando produtos com até 50% de desconto. Por isso, espere mais um pouco e gaste menos comprando na hora certa. Nesse ponto de vista, as liquidações que acontecem depois do Natal são grandes oportunidades de bons negócios.

Saiba mais sobre: Liquidação casas bahia 2012 – promoções e ofertas

Faça compras online nas liquidações de Natal (Foto: Divulgação)

Direito do consumidor durante liquidações depois do Natal 

O direito do consumidor deve ser respeitado nessas grandes queimas de estoque, e você deve cobrar isso para não sair no prejuízo. Compras online, por exemplo, podem ser canceladas no prazo de sete dias corridos e o cliente tem direito de ter o dinheiro de volta. Em caso de defeito, vale a garantia informada pelo site na página de compra. Quem compra pessoalmente tem um prazo mais extenso de garantia, que pode variar de acordo com a loja. Por isso, informe-se com antecedência para não ser surpreendido se precisar fazer uso da garantia.

Se o motivo da troca for pessoal, como por exemplo, a cor da blusa que não agradou, ou se o item não serviu, a loja não tem obrigação de acatar o pedido do consumidor. Para evitar essa situação, verifique se realmente aquele artigo atende suas expectativas e se terá a utilidade desejada. Em caso de presentes, procure informa-se antes.

 

 

Top