O que são Cuidados Paliativos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), Cuidados Paliativos é uma “abordagem que objetiva a melhoria na qualidade de vida do paciente e seus…

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), Cuidados Paliativos é uma “abordagem que objetiva a melhoria na qualidade de vida do paciente e seus familiares diante de uma doença que ameaça a vida, através da prevenção e alívio de sofrimento, através da identificação precoce e avaliação impecável, tratamento de dor e outros problemas físicos, psicológicos e espirituais”.

E é no site da ANCP, Academia Nacional de Cuidados Paliativos, que um internauta pode saber sobre tudo a respeito do assunto. O endereço www.paliativo.org.br reúne muitas informações relacionados ao tema, com uma navegação fácil, oferecendo conteúdo Sobre a ANCP, trazendo diferentes notícias, além do link para os programas da TV ANCP, como também muitas fotos, informações sobre os Congressos realizados e também uma página somente voltada para os eventos.

Quem busca conhecimento a respeito do tema pode acessar o Diretório de Cuidados Paliativos, ou a Biblioteca Virtual do site. Além das seções sobre Educação Continuada, e a possibilidade de se Associar à Academia Nacional de Cuidados Paliativos.

Segundo o mesmo site, a história de filosofia paliativista tem início na antiguidade, com as primeiras definições sobre o cuidar. Na Idade Média, especificamente durante as Cruzadas, segundo alguns historiadores, comum achar hospedarias em monastérios. Neste lugar eram obrigados a ficar não somente os doentes e moribundos, como também os famintos, mulheres em trabalho de parto, pobres, órfãos e leprosos. Esta forma de hospitalidade tinha como característica o acolhimento, a proteção, o alívio do sofrimento, mais do que a busca pela cura. Já no Século XVII, o padre francês São Vicente de Paula fundou a Ordem das Irmãs da Caridade na cidade de Paris e casas para órfãos, pobres, doentes e moribundos foram abertas. No Brasil, as primeiras iniciativas e discussões relacionadas aos Cuidados Paliativos são datadas dos anos 70.  Mas o texto informa que somente nos anos 90 que surgiram os primeiros serviços organizados.

Nos dias de hoje, o assunto ainda é muito desconhecido e muitas barreiras precisam ser superadas com relação aos cuidados paliativos, o preconceito é uma delas. Ainda não existe uma regularização de acordo com a lei referente ao assunto e é possível afirmar que os serviços de Cuidados Paliativos ainda são poucos no país, principalmente com relação a critérios científicos e de boa qualidade. Como muitos outros serviços no Brasil, a situação ainda é precária ou disponível somente para classes sociais específicas, como os serviços básicos de saúde, segurança e ensino.

Os interessados em entrar em contato com a Academia podem acessar a seção Fale conosco do site, disponível no link www.paliativo.org.br/contato.php, onde é possível preencher um formulário e enviar uma mensagem para os responsáveis. Além deste canal, estão online informações da Secretaria de Relacionamento com o Associado, através do e-mail contato@paliativo.org.br, ou pelo telefone (11) 5051-0555. Ou também é possível contatar a Coordenação de Comunicação, pelo endereço de e-mail ancpimprensa@paliativo.org.br ou também pelo mesmo número telefone informado anteriormente.

Top