O que levar em conta na hora de buscar uma pós-graduação?

Hoje em dia é fundamental para quem deseja destaque profissional, ter um curso de especialização, seja ele uma pós-graduação lato ou stricto sensu. Mas…

Hoje em dia é fundamental para quem deseja destaque profissional, ter um curso de especialização, seja ele uma pós-graduação lato ou stricto sensu. Mas cada pessoa tem um tipo de preferência e acesso, enquanto cada profissão exige um tipo de curso. A grande sacada é saber combinar essas coisas e optar por investir na especialização ideal para cada perfil.

José Antônio Rosa, professor de pós-graduação da PUC/SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e do INPG – Instituto Nacional de Pós-Graduação, afirma ”Todos têm pontos fracos e pontos fortes. O importante é administrar eficazmente a equação dessas características. Tudo é questão de bom senso. Realismo é fundamental. Vários caminhos levam ao sucesso. No universo das pessoas mais bem-sucedidas da nossa sociedade, existe aquele profissional proveniente de classe média alta que fez mestrado antes de começar a trabalhar, mas também aquele que começou a trabalhar muito jovem e estudou à noite, concluindo uma faculdade à altura do seu tempo disponível e seus recursos financeiros”.

 

Cada curso

Antes de optar o que irá cursar, é necessário, ser realista e entender a proposta que cada especialização oferece. Os cursos de pós-graduação dividem-se em dois grupos: stricto sensu (mestrado e doutorado) e lato sensu – o que inclui também o famoso MBA (Master of  Business Administration). E em todos eles o candidato tem de apresentar o diploma de graduação reconhecido pelo MEC – Ministério da Educação.

O curso de pós lato sensu, é o mais procurado, ele visa a formação para atividades práticas, para a atuação profissional. ”São cursos com um mínimo de 360 horas, com 50% dos professores mestres ou doutores”, diz o professor.

”O MBA é uma espécie de administração geral. É uma pós como outra qualquer. Porém, há cursos de pós que são específicos em marketing, produção, gestão de RH (Relações Humanas), organização etc. Tudo depende de onde o profissional quer chegar. Quem quer fazer carreira em RH e não se preocupa em subir além dessa área, pode fazer um curso de pós em RH. Já quem tem pretensão de ser um alto dirigente, melhor fazer um MBA”, acrescenta.

Leia Também:  Instituições que oferecem bolsas de estudo para graduação e pós

Já o mestrado e o doutorado, ambos stricto sensu, formam o aluno para a atuação academia e a pesquisa. Nesses casos, o nível de exigência intelectual é bem mais elevada, pois esses cursos requerem pesquisas e defesas de dissertações, mestrado, ou tese, doutorado.

Top