O que fazer quando o filho tem baixo desempenho na escola

Crianças que apresentam rendimento escolar baixo são ponto de preocupação dos pais e eles devem procurar saber o que fazer. […]

A cada prova, aquela situação desagradável: notas baixas. Os pais olham para o filho, não sabem o porquê do baixo desempenho na escola e começam a procurar os mais variados motivos. A preocupação não fica restrita ao recinto familiar, mas como extensão de casa, o colégio, ou melhor dizendo, os professores, também ficam envolvidos nessa situação. O que fazer então?

Para saber exatamente o que ocorre com o filho e que provoca esse baixo rendimento dele, é buscar informações sobre a sua vida escolar, seja em casa e onde ele estuda. No primeiro caso, é muito importante os pais verem os cadernos, as anotações, os livros e, principalmente, acompanhar a agenda do filho especialmente sobre a entrega de trabalhos.

Os responsáveis devem estar em constante conversa com a criança, perguntando carinhosamente a ele o porquê da nota baixa. Se possível, ficar estudando com elas é um caminho adequado. Nesse sentido, uma reserva de tempo para ficar com os filhos é muito necessária. O castigo pelas notas baixas não é bem visto pelos especialistas, ao contrário, eles adotam o seguinte procedimento: o elogio com pontuações altas e muito bate-papo quando se tem notas baixas. A criança pode estar desinteressada ou simplesmente desorganizada, e saber o motivo pelo qual ela não está com vontade de estudar é um caminho para solucionar o problema.

Em relação à instituição de ensino, também é importante ir até ela para se integrar da rotina do estudante. Participar de reuniões é fundamental, mas e quando a situação já está no ponto crítico? Uma conversa com aqueles que lidam diretamente com o aluno é imprescindível, pois eles podem relatar detalhes do que acontece diariamente com o estudante e assim, dar pistas do que realmente pode estar ocorrendo.

Leia Também:  Segundo Censo, 8% dos brasileiros não possuem religião

Mas o baixo rendimento da criança, muitas vezes, está relacionado a algumas doenças ou distúrbios . As crianças hiperativas, as que têm dificuldades em enxergar, como miopia, por exemplo, as que possuem timidez excessiva, que têm insegurança e outros aspectos também são candidatas a terem problemas na vida escolar. Então os pais devem reparar a conduta do filho e se perceberem algo, devem levá-lo ao pediatra para saber o ponto exato e saber para aonde seguir corretamente.

Top