O que é Ovário Policístico

O ovário é o órgão responsável pela ovulação e também pela produção de hormônios femininos. Os cistos nos ovários quando ocorrem são encontrados na…

Por Redacao em 25/09/2011

O ovário é o órgão responsável pela ovulação e também pela produção de hormônios femininos. Os cistos nos ovários quando ocorrem são encontrados na realização de ultra-sonografias. Um cisto no ovário, de maneira geral, é uma bolsa de líquido e possui várias explicações para a sua origem e podem representar tumores, folículos cistos funcionais e outras coisas. Por fim, um ovário policístico é um ovário que possui formação de grande quantidade de microcistos no ovário podendo causar uma síndrome.

Não se sabe, ainda, ao certo qual a etiologia da síndrome, ou seja, o que a causa, porém algumas hipóteses fazem sentido, como uma irregularidade no funcionamento do hipotálamo, resistência ao aumento de insulina no sangue ou ainda alterações cromossômicas podem originar a síndrome. Em geral, surgem mais de dez cistos (com 6 a 10mm cada) que ficam distribuídos perifericamente na superfície do ovário. O acúmulo destes pode proporcionar um aumento médio de até 2,8 vezes o tamanho normal do ovário.

Este é o ovário normal:

E este o ovário policístico:

Estima-se que cerca de 20 a 30% das mulheres possuem um ovário policístico, mas de 5 a 10% manifestam a síndrome. Alguns acontecimentos podem ser notados e indicam possível diagnóstico de ovário policístico, como por exemplo as pacientes que possuem a síndrome têm, de modo característico, ciclos menstruais irregulares. Associado a essa anovulação crônica os pacientes começam a apresentar aumento de pêlos (hirsutismo) em alguns lugares como seios, barriga e rosto, surgimento de acne, obesidade e infertibilidade. Algumas pacientes podem chegar a apresentar hemorragia uterina (sangramento vaginal aumentado e irregular). Para ter certeza que possuí a síndrome pode ser feito um exame clínico ou ultrassonografia.

Quem possui o problema deve buscar dar fim aos sintomas da síndrome de ovário policístico, para isso é necessário que a paciente faça um tratamento médico e tome alguns cuidados. Para normalizar o ciclo menstrual e diminuir a quantidade de hormônios que podem causar espinhas o mais indicado são as pílulas anticoncepcionais.

Faça alguma dieta e tome cuidado com o que come, para isso consulte uma nutricionista, pois a redução de peso é muito importante para a regularização do metabolismo, evitando assim distúrbios na produção de insulina. Comprimidos de progesterona são indicados para suprir a falta deste hormônio que não está sendo produzido pelo ovário. A remoção dos cistos por cirurgia só é feita em casos extremos, nos quais a medicação não surte mais efeitos. Visite um ginecologista para saber qual o melhor tratamento indicado no seu caso.

Fique atento aos sintomas e procure a ajuda de um médico rapidamente, já que uma das conseqüências é a diminuição da fertilidade devido à dificuldade de ovulação, podendo atrapalhar na gravidez. Outros riscos podem surgir com a síndrome como, por exemplo, o câncer de endométrio, pois como a mulher tem problemas para ovular, ela deixa de produzir o hormônio progesterona, responsável pela proteção do útero. A Diabetes também é outro problema que pode surgir, já que o ovário policístico pode ocasionar a disfunção da insulina, que pode levar ao aumento do colesterol, problemas cardiovasculares e, ainda, ao Diabetes Mellitus.

Top