O que é a Síndrome do Esgotamento profissional?

Entenda o que é a síndrome do esgotamento profissional, um mal típico do século XXI e que afeta milhares de pessoas ao redor do…

Por Isabella Moretti em 10/03/2016

Entenda o que é a síndrome do esgotamento profissional, um mal típico do século XXI e que afeta milhares de pessoas ao redor do mundo. A condição está diretamente relacionada ao cansaço físico e emocional, por isso pode impactar a saúde de forma negativa.

O que é a Síndrome do Esgotamento profissional. (Foto Ilustrativa)

O que é a Síndrome do Esgotamento profissional. (Foto Ilustrativa)

A síndrome do esgotamento profissional atinge, em média, 4% dos trabalhadores do mundo. As principais vítimas são as mulheres, com mais de 40 anos. O problema tem maiores chances de se manifestar em pessoas com histórico de ansiedade e depressão.

Leia mais: Como acabar com o estresse no trabalho

☰ CONTEÚDO

O que é a Síndrome do Esgotamento profissional?

Muitas pessoas se questionam sobre o que é a síndrome do esgotamento profissional, mas não sabem ao certo o significado do termo. Também conhecida como Síndrome de Burnout, a condição resulta em um estado de estresse crônico e tensão emocional, que estão relacionados com as condições no trabalho.

Diferentes profissionais podem se tornar vítimas da síndrome, especialmente assistentes sociais, professores, enfermeiros, bombeiros, advogados e jornalistas.

A síndrome pode ser desencadeada por uma jornada desgastante de trabalho. (Foto Ilustrativa)

A síndrome pode ser desencadeada por uma jornada desgastante de trabalho. (Foto Ilustrativa)

Ao contrário do que muita gente pensa, a Síndrome de Burnout não se manifesta do dia para o outro. Ela se instala gradualmente no indivíduo, normalmente de forma silenciosa. No início, o portador esquece da sua vida pessoal e passa a trabalhar de forma excessiva. Até que chega um ponto em que fica quase impossível organizar os compromissos e a rotina se torna extremamente estressante.

Saiba mais: Alimentos que ajudam a combater estresse no trabalho

Principais sintomas

No início, a síndrome do esgotamento profissional apresenta os mesmos sintomas de uma depressão. A pessoa pode sofrer com esgotamento físico e mental, mudanças de humor, irritabilidade, tristeza, pessimismo, baixa autoestima, isolamento, dificuldades de concentração e ansiedade. Com o avançar do quadro, surgem novos sintomas, como desconfiança, paranoia e ausência no trabalho.

A pessoa com a síndrome pode sentir dores musculares. (Foto Ilustrativa)

A pessoa com a síndrome pode sentir dores musculares. (Foto Ilustrativa)

O corpo também costuma ser afetado pela síndrome do esgotamento profissional. O portador pode apresentar dores de cabeça, dores musculares, palpitações, dores musculares, crises de asma, insônia, pressão alta e alterações no ciclo menstrual.

Tratamentos

O diagnóstico da Síndrome de Burnout é bem complexo, afinal, a condição pode ser confundida com outros distúrbios psíquicos. Assim que os primeiros sintomas forem identificados, é preciso procurar um psiquiatra para realizar o tratamento adequado. Em geral, o quadro é tratado com acompanhamento psicológico e uso de antidepressivos.

Durante a psicoterapia, o paciente aprenderá a deixar as preocupações do trabalho de lado e dar prioridade a própria vida. Será preciso estabelecer horários para a jornada profissional, delegar responsabilidade e reservar um tempo para lazer.

Veja também: Dicas antiestresse no trabalho

Agora você já sabe o que é a síndrome do esgotamento profissional, quais são os sintomas e tratamentos. Se você suspeita do problema, procure a ajuda de um médico. Continue no Mundo das Tribos e veja outras matérias sobre saúde.

 

Top