Números de mortes em acidentes de trânsito aumentaram 24% nos últimos oito anos

De acordo com o Ministério da Saúde, os números de mortos em acidentes de trânsito teve uma alta de 24%, durante os últimos oito…

De acordo com o Ministério da Saúde, os números de mortos em acidentes de trânsito teve uma alta de 24%, durante os últimos oito anos. Esse resultado veio de um estudo divulgado nesta sexta-feira (4), revelando aquilo que foi chamado de epidemia de lesões e mortes nas estradas: em 2002 foram 32.753 casos registrados, enquanto em 2010 esses números saltaram para 40.160 mortes. Uma estatística que torna o Brasil o quinto país no macabro ranking de vítimas no trânsito, atrás de países como Índia, China, Estados Unidos e Rússia.

As razões deste crescimento foram atribuídas à consumo de álcool e ao aumento no número de motocicletas, nas estradas. O estudo revelou que em 2010, um quarto das mortes causadas por acidente envolveu uma moto. Com relação aos últimos oito anos, os acidentes com morte provocado por motos chegou a triplicar, chegando a 10.143 em 2010, contra 3.744 contabilizados em 2002.

No que diz respeito àqueles que escaparam sem ter parte nas estatísticas de óbito, os acidentes registrados em 2010 provocaram o número de 145 mil feridos em hospitais do SUS, custando R$ 190 milhões ao Estado e sendo, ainda, 15% maior que o ocorrido em 2009.

Existe uma queda na proporção, estabelecida na pesquisa, entre os óbitos nos acidentes e internações, que é atribuída as ações de urgência e emergência, porém, os números de internação permanecem altos o bastante para que epidemia seja a palavra usada pelo ministro da saúde, para descrever tal fato.

A notícia veio logo após a decisão do Supremo Tribunal Federal  em considerar crime dirigir alcoolizado, mesmo que não cause acidentes ou danos a terceiros,  na última quinta-feira (3).

Leia Também:  Brasil se destaca nos dois primeiros dias de Pan Americano

Top