Novo vírus que altera códigos de barra de boletos

Um novo vírus está deixando os internautas brasileiros preocupados. De acordo com o site Linha Defensiva, a praga é capaz de alterar os códigos de barra de boletos e está gerando dor de cabeça para as vítimas.

O vírus altera o número do código de barra dos boletos visualizados em navegadores infectados. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Antivírus para computador: como escolher

Vírus que ataca boletos bancários

O vírus que altera o código de barra dos boletos é um malware, ou seja, um software que se infiltra no sistema do computador de forma ilícita para aplicar um golpe. A praga virtual ataca os boletos visualizados em navegadores, alterando assim os números digitáveis para o pagamento.

Ao mudar as informações do código de barra, o vírus desvia o valor do boleto pago para outra conta. Assim, a pessoa tem a ilusão de ter efetuado corretamente o pagamento, mas na verdade foi vítima de uma grande fraude e continua devendo para o credor real. Além de alterar os números, o novo vírus cria espaços vazios entre as barras do código para que o usuário não consiga pagar a sua conta.

O golpe desvia o dinheiro do pagamento do boleto. (Foto:Divulgação)

Quando um navegador é infectado pelo malware, qualquer boleto que seja aberto com ele aparece com alterações. Basicamente o vírus captura o número presente na linha digitável e faz as modificações para ‘roubar’ o dinheiro. No entanto, o golpista procura manter a data de vencimento e o valor para não levantar suspeitas.

Mesmo se o boleto for pago fora da internet (off-line), o indivíduo pode acabar se tornando vítima do vírus, já que existe a possibilidade de imprimir o boleto com o código de barra modificado. Vale ressaltar que a ameaça pode usar qualquer banco como destino, como Santander, Caixa, BB e Itaú.

Além de adulterar o código de barra, o vírus também é capaz de roubar as senhas de Hotmail e Facebook do usuário.  Com isso, pretende se apoderar dos contatos e aumentar o número de sistemas infectados.

Como se prevenir do vírus que altera o boleto?

Para não se tornar uma vítima fácil do novo malware, o internauta deve prestar atenção no código de barra do boleto. As linhas digitáveis costumam ser parecidas após a alteração e o logo do banco nem sempre está de acordo com o número.

Ao invés de visualizar o boleto no navegador, é recomendado baixar o arquivo em PDF. (Foto:Divulgação)

Ao invés de usar o navegador para visualizar o boleto bancário, o internauta deve baixar o arquivo em PDF. Desta forma, o vírus não terá a chance de modificar o código de barra através de uma alteração no HTML da página.

Outra dica para se prevenir da ação do malware é verificar quais softwares estão ativos no computador. Se houver algum desconhecido no gerenciador de tarefas, é recomendado evitar transações bancárias.

Veja também: Brasil é líder em crimes virtuais na América Latina

Reply