Novo filme de Selton Mello O Palhaço

Para quem gosta dos trabalhos do ator, produtor e diretor Selton Mello já pode comemorar. O último longa-metragem dirigido por Selton  e com ele…

Por Redacao em 29/10/2011

Para quem gosta dos trabalhos do ator, produtor e diretor Selton Mello já pode comemorar. O último longa-metragem dirigido por Selton  e com ele no papel principal, estreou está semana. O filme, intitulado, “O Palhaço” é o segundo da carreira de Selton como diretor, o primeiro deles foi Feliz Natal, em 2008.

No filme, Selton interpreta o palhaço Benjamim, que trabalha no circo Esperança ao lado de seu pai, Valdemar, interpretado pelo ator Paulo José. A dupla de palhaços formado por pai e filho ganhou o nome de Pangaré e Puro Sangue, e o circo segue pelo interior de Minas Gerais, com sua modesta caravana divulgando o seu espetáculo.

Tudo iria bem, se Benjamim não começasse os questionamentos sobre sua vida, e se estar ali como palhaço, estava realmente valendo à pena e o fazendo feliz. Seu pai, cada vez mais velho, faz com que ele tome conta, também, da parte administrativa do circo, atividades que ocupavam todo o seu tempo. Com isso,  ele deixa de lado sua vida e questões pessoais, como o fato de não ter carteira de identidade.

O contraste entre o palhaço que faz as pessoas rirem, e do detrás do picadeiro, triste e depressivo, ganha é o destaque do filme.

Para interpretar Benjamim, Selton apostou em uma construção única, deixando as fortes influências de lado. Entretanto, não tem como se desvencilhar de alguns nomes como Federico Fellini, Wes Anderson, Charles Chaplin e, até mesmo, os lendários “Trapalhões”. Segundo uma declaração de Selton, é impossível não fazer referência a Fellini, uma vez que, o artista “filmou, de forma definitiva, o teatro”, diz Selton.

No filme, Selton dá um show de interpretação. Para quem duvidava do talento dele, o filme é uma afirmação do que muitos já sabem, Selton é um artista ímpar, que além de dirigir o longa e ajudar no roteiro,  construiu, de forma brilhante, o confuso palhaço Benjamim.

O filme  conta com grandes participações, como  Moacir Franco, que interpreta um delegado chamado Justo , Jorge Loredo, famoso no papel de Zé Bonitinho, e o clássico garoto propaganda Ferrugem, Luiz Pereira Neto.

A história se passa nos anos 80, que segundo Selton foi à década em que sua infância aconteceu e é o período do qual sente mais saudade de sua vida. Sem dúvida um dos melhores trabalhos na carreira de Selton Mello.

Top