Novas Universidades Federais Em 2012

A educação tem se revelado uma das principais áreas para os investimentos do Governo Federal. A presidente Dilma Russeff demonstra sua preocupação com a…

A educação tem se revelado uma das principais áreas para os investimentos do Governo Federal. A presidente Dilma Russeff demonstra sua preocupação com a qualidade do ensino superior e o acesso dos brasileiros a esse nível. Grandes projetos estão sendo desenvolvidos para aumentar o número de universidades e até bolsas de estudos no exterior.

Recentemente o Governo anunciou a criação de quatro universidades federais até 2012. A iniciativa tem como objetivo difundir os cursos de graduação nas regiões Norte/Nordeste e dispor de infraestrutura moderna para os estudos. As novas instituições de ensino superior com certeza vão contribuir com as atividades de pesquisa e o aumento do conhecimento científico.

As novas universidades federais em 2012 serão construídas no Pará, na Bahia e no Ceará. O Governo ainda espera aumentar o número de campi universitários e criar novos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Essa expansão do ensino superior promete aumentar o número de vagas e melhorar a formação dos jovens brasileiros que buscam posicionamento no mercado de trabalho.

Segundo informações do Ministério da Educação, a Universidade Federal Sul e Sudeste do Pará terá a sede instalada na cidade de Marabá. Já o município cearense de Juazeiro do Norte vai receber a Universidade Federal da Região do Cariri. O estado da Bahia terá duas novas instituições de ensino superior, sendo a Universidade Federal do Sul da Bahia sediada em Itabuna e a Universidade Federal do Oeste da Bahia com campi principal em Barreiras.

Os projetos para a construção de novas universidades ainda estão em andamento, mas tudo indica que o MEC não vai poupar investimentos para expandir o ensino superior público. A iniciativa de ampliação já revela que as quatro novas universidades federais terão 17 campi, sendo que alguns já existem e outros ainda serão criados para dar suporte aos cursos de graduação e pós-graduação.

Leia Também:  Cursos gratuitos de construção civil SE, 2012

Na cerimônia que tratou sobre a rede federal de educação, o MEC ainda assegurou a construção de novos campi para universidades de outros estados. Para que a idéia comece a ser concretizada, vários municípios já autorizaram terrenos para construir os prédios nos próximos meses.

O Governo Federal estima construir até o final de 2012 cerca de 120 unidades voltadas para a educação profissional. A expectativa levantada pelo MEC vai ainda mais longe e avalia o número de escolas federais profissionalizantes que podem ser construídos até o final do Governo Dilma se os investimentos continuarem nesse ritmo.

As novas universidades públicas com certeza terão suas vagas disputadas e buscaram espaço para se posicionar na área de ensino superior. Cursos nas áreas de saúde, biológicas, tecnologias e humanas serão oferecidos pelas instituições, tendo em vista as necessidades do mercado de trabalho.

Diante de todos os assuntos que foram discutidos na cerimônia, o ministro da educação Fernando Haddad justificou o projeto como um meio de realizar a interiorização do ensino superior e profissional no Brasil. Portanto, as cidades mais remotas terão a oportunidade de receber uma instituição de ensino capacitada e gratuita para formar os seus profissionais.

A iniciativa no MEC de expandir as universidades federais também deve contribuir com a erradicação da miséria nas regiões mais pobres do país. Levar instituições para o interior dos estados também é uma forma de conter o número elevado de habitantes nos grandes centros.

As pessoas interessadas em estudar nas novas universidades brasileiras devem aguardar a concretização do projeto e buscar informações sobre os cursos oferecidos.

Top